127 Horas (“127 Hours”, EUA / Inglaterra, 2010) ***NOS CINEMAS***

Genre : ,

Com toda importância que a expressão “baseado em fatos reais” evoca, o filme, baseado no livro escrito pelo próprio sobrevivente, conta a impressionante história de Aron Ralston, um jovem comum que ao fazer uma trilha pelas montanhas de Utah nos EUA, cai numa fenda e uma rocha desprendida cai de forma a exatamente prender a sua mão. E por lá ele passa as suas 127 horas até um ato impensável de sobrevivência.

Interpretado com competência por James Franco (“Comer Rezar Amar“), a produção conta com três pilares narrativos: o primeiro é o intenso conceito de que no momento da morte, sua vida inteira passa num flash. Porém nosso herói teve seu “momento” da morte em 127 horas e daí há momentos de profunda reflexão de todos os seus erros.

O segundo aspecto interessante, mas pouco aproveitado, é a breve retrospectiva do que Aron poderia ter feito para evitar a situação em que se encontra, a qual fio ilustrada com agilidade e precisão pelo oscarizado Danny Boyle (“Quem Quer Ser um Milionário?“). Finalmente, talvez o elo fraco do roteiro se encontre nos delírios que o personagem tem enquanto seu corpo sofre da privação de alimento, sono e das reações ao membro preso. Apesar de ser coerente que as ilusões aconteçam, Boyle pegou seus piores maneirismos vindos de seu único longa fraco “A Praia“, num esforço de dar mais corpo (duração) à película. Dá certo em alguns momentos, mas se revela bastante enfadonho em outros.

Nada que o ato final não cure. Aí sim há uma mistura perfeita entre a direção, a atuação visceral de Franco, o próprio roteiro e, porque não dizer, a história no qual ele se baseia. Destaque para a bela fotografia de Enrique Chediak e Anthony Dod Mantle (“A Morte e Vida de Charlie“) e a trilha escolhida a dedo por A. R. Rahman, parceiro de longa data de Boyle.

127 Horas” triunfa por mostrar um jovem tão comum envolvido numa situação tão impressionante e extraordinária e passa ao público aquela gostosa sensação de que somos capazes de superar nossas próprias expectativas.

[rating:3.5]


Ficha Técnica

Elenco:
James Franco
Amber Tamblyn
Kate Mara
Clémence Poésy

Direção:
Danny Boyle

Produção:
Christian Colson
John Smithson
Simon Beaufoy

Fotografia:
Enrique Chediak
Anthony Dod Mantle

Trilha Sonora:
A.R. Rahman

 

1 Comment

Leave us a comment

  • Juliano
    on

    Bela fotografia e emocionante, mas tem que ter estômago rs
    Por algumas vezes virei o rosto para não ver, fez Jogos Mortais ser filme de criança rs
    Vale a pena com certeza!

Leave a Comment

↑ BACK TO THE TOP ↑