13 Horas: Os Soldados Secretos de Benghazi (“13 Hours: The Secret Soldiers of Benghazi”)

Genre :
Actor : , , , , ,
Director :
Country :
Release Date : 2016

Quando Michael Bay não está denegrindo ou arruinando a franquia dos “Transformers”, até que ele é capaz de obras relevantes, mas com aquela confusão visual que lhe é familiar. Foi assim com “Sem Dor Sem Ganho” e agora neste outro filme que é inspirado em fatos reais.

Ele começa tomando o ótimo cuidado de contextualizar o enredo para os não conhecedores do episódio: no instável governo da Líbia em 2012 havia um posto avançado e secreto da CIA para coleta de informações, o qual era guardado por seis soldados das forças especiais (US Seals, Mariners e por aí vai). No aniversário do 11 de setembro que coincidiu com a visita de um diplomata americano, membros de grupos anarquistas e terroristas atacam o local onde o diplomata estava e os soldados partem para ajudar, sem saber o que lhes aguardaria.

O primeiro aspecto positivo da produção é seu elenco: encabeçado pelo ótimo e versátil John Krasinski (“Sob o Mesmo Céu”), os seis personagens que interpretam os soldados mesmo todo paramentados e muitas vezes de difícil discernimento de quem é quem para o público, são bem desenvolvidos a pontos do espectador se importar com eles e fazer com que a possibilidade da morte de algum dos “heróis” lhes sejam caras (as aspas eu explico daqui a pouco).

Em seguida, não dá pra deixar de citar a ação que logicamente é um grande chamariz. E o diretor não deixa por menos: depois de criar a tensão no primeiro ato, ele descarrega pancadas de ação da forma mais gráfica possível, como numa guerra real, sem poupar a violência explícita onde vemos corpos lacerados por balas, morteiros e mais. Muito mais que apelativo, as cenas são necessárias para transportar a platéia para o meio do furacão, mesmo que, como já citado, Bay tenha uma queda por cortes rápidos e ângulos obtusos onde nem sempre se entende a posição geográfica dos personagens, o que não dilui a ação, mas prejudica a sensação espacial.

E as aspas lá em cima na palavra heróis, vão para um toque do roteiro que mesmo inegavelmente patriota, teve a consciência de entender que mesmo sendo anarquistas e terroristas, aquelas pessoas também são seres humanos que acreditam numa causa, o que não os fazem bons, mas faz o público refletir um pouco sobre um contexto mais global e menos polarizado (é algo visível próximo do final).

13 Horas” tem ação a dar com pau em uma história incrivelmente real e com pouco glamour e pé no chão, mesmo que seja no estilo fashionista do transformer Michael Bay.

Ficha Técnica

Elenco:
John Krasinski
James Badge Dale
Pablo Schreiber
David Denman
Dominic Fumusa
Max Martini
Alexia Barlier
David Costabile
Peyman Moaadi
Matt Letscher
Toby Stephens
Demetrius Grosse
David Giuntoli

Direção:
Michael Bay

Produção:
Michael Bay
Erwin Stoff

Fotografia:
Dion Beebe

Trilha Sonora:
Lorne Balfe

 

No Comments

Leave us a comment

No comment posted yet.

Leave a Comment

↑ BACK TO THE TOP ↑