A Garota no Trem (“The Girl on the Train”)

Genre : ,
Actor : , , , , ,
Director :
Country :
Release Date : 2016

Às vezes até um suspense comum consegue mudar de patamar com a carga certa de criatividade, simbolismo e desenvolvimento de personagens. É o caso dessa adaptação do best seller de Paula Hawnkins (o livro mais rapidamente vendido da história americana) onde a atriz Emily Blunt (“O Caçador e a Rainha do Gelo”) é Rachel, uma mulher praticamente alcóolatra, destruída após sua separação, que passa suas idas e vindas de trem contemplando e se lamentando, principalmente pelo fato de que o trem passa justamente pela sua antiga casa e acaba sendo forçada a ver o ex Tom (Justin Theroux de “Sua Alteza”) feliz com sua nova esposa Anna (Rebecca Ferguson de “Florence: Quem é Essa Mulher?”).

Seu único conforto é ver pelo trem seus antigos vizinhos Megan e Scott (Haley Bennett de “Sete Homens e Um Destino” e Luke Evans de “High-Rise” respectivamente) felizes e, apesar de nunca tê-los conhecido, ela projeta neles o amor que nunca teve. Quando numa de suas passagens, Rachel vê Megan traindo seu marido com outro, seu mundo cai e totalmente alcoolizada, esquece do que aconteceu. Quando acorda recebe a notícia de que Megan desapareceu e ela é a principal suspeita.

Como já citado, é o típico suspense onde um desaparecimento ou assassinato acontece com uma testemunha que não lembra e daí segredos vão se revelando ao passo que a memória da protagonista também vai voltando (vide “Antes de Dormir”). Só a grande sacada do roteiro é que as camadas pelas quais os personagens vão se revelando são muito mais relevantes que o próprio mistério da trama principal. A protagonista é o melhor exemplo, pois a complexidade de sua personagem é exposta em micro revelações arrebatadoras e suas atitudes autodestrutivas são ainda mais impactantes. E talvez o grande segredo desse desenvolvimento de personagens é que a heroína é uma pessoa aparentemente execrável que mente e usa todo tipo de artifício maquiavélico para suprir a sua carência doentia. Tão interessante quanto, é entender gradativamente que todos os personagens também apresentam algum tipo de desequilíbrio e que talvez o/a algoz de Megan foi muito mais uma questão de contexto do que caráter em si, coisa que falta em praticamente todos eles.

Lógico que o filme Tate Taylor do também ótimo “James Brown” se utiliza de todas as ferramentas narrativas convencionais para confundir o espectador quanto a quem é o culpado o que não deixa de recair em vários lugares comuns.

Finalmente outro excelente aspecto narrativo é o próprio trem que funciona como um “Deus Ex-Machina” onipresente que tudo vê, como se quase toda a ação sentisse a sua presença (o clímax é um exemplo claro disso). E a relação de quando Rachel está dentro do trem e fora, como se ele também funcionasse como uma armadura de proteção, torna esse simbolismo ainda mais forte.

A Garota no Trem” é cheio de clichês do gênero, mas tem sua força muito mais na complexidade dos personagens do que da trama, tornando-se assim um suspense diferenciado onde o simbolismo dramática é mais relevante que o mistério em si.

Curiosidades:

– Há uma piada interna sensacional com o seriado Friends: Lisa Kudrow, a eterna Phoebe do seriado, é uma das personagens e há um momento no trem em que encontra Rachel (Emily Blunt) e diz: “Rachel, há milhões de anos que não te vejo”. Essa frase foi exatamente a mesma dita por Phoebe para Rachel (Jenifer Aniston) num dos episódios de Friends. Pra completar a coincidência, Justin Theroux, que interpreta o ex marido de Rachel do filme é o atual marido de Jenifer Aniston na vida real, a Rachel de Friends.
– No filme, a protagonista não se conforma por não poder engravidar. Quando Emily Blunt estava nas gravações, ela descobriu que estava grávida de seu segundo filho. E só contou a todos no final das gravações.

Ficha Técnica

Elenco:
Emily Blunt
Haley Bennett
Rebecca Ferguson
Justin Theroux
Luke Evans
Edgar Ramírez
Laura Prepon
Allison Janney
Darren Goldstein
Lisa Kudrow

Direção:
Tate Taylor

Produção:
Jared LeBoff
Marc Platt

Fotografia:
Charlotte Bruus Christensen

Trilha Sonora:
Danny Elfman

 

No Comments

Leave us a comment

No comment posted yet.

Leave a Comment

↑ BACK TO THE TOP ↑