A Hora do Lobo (“The Wolf Hour”)

Naomi Watts de “Luce” é June, uma escritora que depois de um trauma ficou com síndrome de pânico e reclusa em seu apartamento num bairro decadente em Nova York em plena década de 70, onde a violência estava numa escalada intensa e o medo de sair às ruas se intensificava devido ao serial killer conhecido como O Filho de Sam.

Praticamente toda ação se passa no apartamento de June, onde ela recebe vários personagens, como se fosse um road movie estático, os quais podem (ou não) ter algo a ver com os estranhos barulhos em sua porta.

O espectador fica esperando saber sobre o passado da personagem, dito de maneira elegante ao longo da projeção, porém cria-se uma expectativa de uma jornada emocional que nunca acontece. A protagonista não é desenvolvida a ponto de a narrativa evoluir dramaticamente, muito menos os personagens coadjuvantes que surgem na tela agregam algum valor frente ao que deveria se escalar como clímax.

O problema está no roteiro, porque Watts interpreta muito bem essa protagonista com sérios distúrbios que fuma feito uma desesperada e tem todos os tiques comuns a essa condição problemática. Entretanto repete seus maneirismos à exaustão e, ao se colocar como o pilar da produção, acaba cansando o espectador.

Seu climax tem algo de subjetivo que perde a conexão de contexto e já pula numa edição crua e num delírio artístico para um suposto desfecho esperto, mas que não justifica a falta de profundidade da trama e da personagem.

A Hora do Lobo” passou o filme inteiro ensaiando uma decolagem que nunca aconteceu e quando se descobre isso, já é tarde demais.

A melhor coisa do filme foi nos bastidores onde Naomi Watts conheceu Kelvin Harrison Jr. e ficou tão impressionada pela sua atuação que só entrou em “Luce” – que é um filmaço – por causa dele.

Ficha Técnica

Elenco:
Naomi Watts
Jennifer Ehle
Emory Cohen
Kelvin Harrison Jr.
Brennan Brown
Jeremy Bobb
Pedro Hollywood
Maritza Veer
Justin Clarke

Direção:
Alistair Banks Griffin

Produção:
Bailey Conway
Brian Kavanaugh-Jones

Fotografia:
Khalid Mohtaseb

Trilha Sonora:
Danny Bensi
Saunder Jurriaans

 

No Comments

Leave us a comment

No comment posted yet.

Leave a Comment

↑ BACK TO THE TOP ↑