A Lenda do Tesouro Perdido (“National Treasure”, EUA, 2004)

Genre :

[youtube 3rM7wmdxFt4]

Torna-se clara a influência que os estúdios Disney (responsável pela produção executiva) tiveram na realização do filme. Isso porque provavelmente sem querer, o público alvo do filme, pelo seu próprio desenvolvimento, são as crianças.

Nicolas Cage é Benjamin Franklin Gates (nem é preciso pensar muito para saber quem é seu ancestral), que parece ter em sua ocupação, caçar o tesouro perdido que sua família vem perseguindo a muitas gerações. Ao encontrar a primeira grande pista é traído por seu companheiro Ian (Sean Bean de “Senhor dos Anéis“) e daí Ben tem que roubar a Declaração de Independência dos Estados Unidos antes de Ian para achar o tesouro.

Daí o que se segue é um coletivo de clichês ininterruptos. Vejamos: Ben encontra com a mocinha que é seqüestrada por ele, mas ainda se apaixona (com direito àquele beijo ridículo que sempre acontece em produções medíocres nas situações mais improváveis); Sempre há o alívio cômico, que no caso é Riley (o quase estreante Justin Bartha). Há coadjuvantes conhecidos, como Jon Voight, que interpreta o pai de Ben, não muito diferente de seu papel recente, o pai de “Lara Croft” e Harvey Keitel (“Cães de Aluguel“). E todos parecem estar no piloto automático, garantindo o dinheiro do aluguel.

O filme oscila entre a média ação e os vales de tédio. Além disso, mostra-se bastante inocente, e é nesse ponto chave que se encontra o estímulo para as crianças: tudo parece bobinho, fácil, leve. Todos os atributos que chamam os baixinhos.

E pelo fato ser direcionado para as crianças deve ser apenas razoável? Não. O grande problema é que sua campanha de marketing aponta os adolescentes e adultos, portanto poucas crianças vão se estimular a ver o filme por causa do trailer ou de outros veículos de comunicação. Assim, a grande massa provavelmente vai achar, na melhor das hipóteses, o filme apenas como um passatempo divertido, mas pueril.

Talvez a única cena inspirada que só os adultos irão entender é quando um agente do FBI explica para seu chefe (Keitel) que “antes da peça ser roubada, alguém foi avisar a todos os órgãos competentes que a peça iria ser roubada, mas que ninguém deu atenção“, uma clara e ótima referência à tragédia do 11 de setembro no Estados Unidos.

Assim não fica difícil imaginar “A Lenda do Tesouro Perdido” sendo exibido, daqui a cinco anos numa reles Sessão da Tarde e, aí sim, atingindo o público que deveria.

[rating:2]


Ficha Técnica

Elenco:
Nicolas Cage
Diane Kruger
Justin Bartha
Sean Bean
Jon Voight
Harvey Keitel
Christopher Plummer

Direção:
Jon Turteltaub

Produção:
Jerry Bruckheimer
Jon Turteltaub

Fotografia:
Caleb Deschanel

Trilha Sonora:
Trevor Rabin

 

1 Comment

Leave us a comment

  • saullo
    on

    filme p americano ver. nacionalista demais. quase q eu compro uma bandeira dos EUA e faço uma camisa p sair c ela pelas ruas.

    deu ate nojo!!

Leave a Comment

↑ BACK TO THE TOP ↑