A Última Canção (“Lullaby”)

Filmes de doença são um prato cheio para lágrimas incautas escondidas nos olhos mais sensíveis. E aqui temos o sensacional Richard Jenkins, que concorreu ao Oscar de Melhor Ator Coadjuvante em 2018 por “A Forma da Água”, como Robert, pai de família em estado terminal de câncer de pulmão que decide pelo suicídio assistido.

Contudo o filme não é bem sobre ele: Garrett Hedlund de “O Assassino de Mojave” é Jonathan, filho de Robert, mas que há muito não via a família por rebeldia. Chegando no hospital onde está o pai se defronta com a mãe (Anne Archer de “Obsessiva”) e a irmã (Jessica Brown Findlay de “Victor Frankenstein”) e o próprio pai com quem tem assuntos mal resolvidos. Para tornar a sua noite ainda mais complexa, ele conhece uma jovem também em estado terminal (Jessica Barden de “O Lagosta”) e ainda corre atrás do prejuízo com a ex-namorada que nunca esqueceu (Amy Adams de “Liga da Justiça”).

Com tantas estrelas e tramas (não é a toa que o cartaz parece mais um álbum de fotos), o importante tema do suicídio assistido quase fica fora da discussão e, de cara, já se sabe onde está o erro: a emoção de uma família que em breve enfrentará o luto foi diluída num amontoado de pequenos arcos que servem muito mais para desviar a atenção do espectador do que para agregar na bagagem do protagonista.

Por exemplo, o arco da ex-namorada é completamente desnecessário e até forçado, sendo que o público deve até ficar na dúvida do que acontece no final. Da mesma forma o jantar em família com um policial que rende uma piadinha, mas não diz a que veio.

Essas idas e vindas prejudicam a dinâmica dos personagens que muitas vezes parecem bipolares – vamos descontar o fato de que estão enfrentando uma barra – não ajuda na coesão da narrativa. Chega até a ser estranho como os tempos da trama conseguem caber em apenas uma noite.

A diferença está na ótima interação entre Jonathan e a jovem doente, talvez a única subtrama válida. E claro, Richard Jenkins dá um show e praticamente em todas as cenas ele está deitado a uma cama. Tanto que o último ato vale pelo filme inteiro praticamente.

A Última Canção” tem momentos tocantes, geralmente protagonizados por Jenkins que deveria ter sido o centro das atenções, pois ele já bastava. O fato do protagonista ser outro e ter tantas histórias atreladas a ele, não afunda a essência do drama, mas com certeza se torna facilmente dispensável.

Ficha Técnica

Elenco:
Garrett Hedlund
Richard Jenkins
Anne Archer
Jessica Brown Findlay
Amy Adams
Jessica Barden
Terrence Howard
Jennifer Hudson
Zac Ballard
Frankie Shaw
Daniel Sunjata
Danielle Kotch
Miles Kath
Maddie Corman
Anne Vyalitsyna

Direção:
Andrew Levitas

Produção:
Cary Brokaw
Andrea Stone Brokaw

Fotografia:
Florian Ballhaus

Trilha Sonora:
Patrick Leonard

 

No Comments

Leave us a comment

No comment posted yet.

Leave a Comment

↑ BACK TO THE TOP ↑