Alita: Anjo de Combate (“Alita: Battle Angel”)

É o primeiro grande filme de ação de 2019. Baseado numa série de nove volumes chamada “Anjo de Combate, Alita”, a história fala sobre um androide com partes humanas (Rosa Salazar de “Bird Box”) que é encontrada em pedaços pelo cientista Dr. Ido (Christoph Waltz de “Pequena Grande Vida”).

Após remontada e com vida, recebe o nome de Alita e que vai recuperando a memória aos poucos e descobrindo que ela é uma peça chave em uma grande guerra que levou o mundo à destruição. Nesse meio tempo, o vilão Vector (Mahershala Ali de “Green Book: O Guia”) vai tentar destruir Alita a qualquer custo a mando de um misterioso homem que vive na cidade das nuvens por motivos ainda desconhecidos.

O diretor Robert Rodriguez (“Sin City: A Dama Fatal”) manda muito bem nesse seu primeiro blockbuster. E por sinal é ajudado por ninguém menos que James Cameron na cadeira de produção, o qual forneceu toda a tecnologia empregada em “Avatar” e suas continuações que ainda estão por vir para os efeitos especiais, principalmente a captura de imagem do elenco e em especial de Rosa Salazar para fazer a protagonista.

O realismo de Alita feita em CGI e interagindo com personagens reais é impressionante. Mesmo os vilões ciborgues que às vezes parecem saídos de um videogame também surpreendem, bem como a cenografia meio apocalíptica e as próteses digitais nos demais personagens.

A complexidade da história, a qual foi mastigada por Rodriguez elevar o patamar da narrativa, pois tira a produção do simplismo de ação e conecta uma trama inteligente com personagens com mais de uma camada emocional, criando afinidade com o público e potencializando emoções num filme que de outro modo seria apenas pancadaria gratuita.

Talvez a grande sacada do diretor foi balancear a violência para que pudesse alcançar um público maior (ou seja, diminuir a censura) sem necessariamente escondê-la. É aí que os androides e seu sangue azul enganaram o órgão de censura americano e então conseguimos ver um grafismo explícito nas sensacionais cenas de ação e luta proporcionada e ainda com muita criatividade.

Alita” não só entrega um ótimo resultado em condução e narrativa como também promete ser uma franquia (Cameron fala em trilogia) que deve balançar as estruturas do show business, mesmo sem o alarde que, por exemplo, “Avatar” teve. Vale muito.

Curiosidades:

– O bar dos caçadores de recompensas se chama Kansas. Segundo o mangá Iron City se localiza onde antes era a cidade de Kansas, Estado de Missouri nos EUA.
– Alita significa “pequenas asas” ou “asinhas” em espanhol.
– O personagem Nova (aparentemente o grande vilão) é interpretado por Edward Norton (“Beleza Oculta”), mas não foi creditado no filme. Ele deve aparecer mais nas continuações.

Ficha Técnica

Elenco:
Rosa Salazar
Christoph Waltz
Jennifer Connelly
Mahershala Ali
Ed Skrein
Jackie Earle Haley
Keean Johnson
Jorge Lendeborg Jr.
Lana Condor
Idara Victor
Jeff Fahey
Eiza González
Derek Mears
Leonard Wu

Direção:
Robert Rodriguez

Produção:
James Cameron
Jon Landau

Fotografia:
Bill Pope

Trilha Sonora:
Junkie XL

 

No Comments

Leave us a comment

No comment posted yet.

Leave a Comment

↑ BACK TO THE TOP ↑