Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald (“Fantastic Beasts: The Crimes of Grindelwald”)

É o “Império Contra-Ataca” da saga do mundo da mágica e chega quase a ser tão bom quanto o primeiro. Quase.

Depois que Grindenwald (Johnny Deep) foge da prisão, ele começa a recrutar bruxos que acreditam que sua raça superior deve governar não só o mundo bruxo como o mundo dos trouxas. E tudo gira em torno do misterioso Credence (Ezra Miller) que descobrimos ter sobrevivido e sai em busca de sua verdadeira linhagem, podendo ser a ferramenta fundamental para a vitória (ou derrota) do grande vilão.

É onde entra nosso enrolado herói Newt (Eddie Redmayne) que volta com seus amigos em busca de Credence e com a ajuda do ainda jovem Professor Dumbledore (Jude Law de “Mestre dos Gênios”).

É definitivamente mais adulto do que a saga “Harry Potter”, o que não chega ser nem uma crítica, nem um elogio, mas apenas uma constatação. O que o primeiro tinha de surpresa na apresentação dos personagens e na conexão emocional entre eles, esse segundo tem de ação e mistério, porém acaba se abraçando a certos clichês do gênero que não primam mais por originais.

A ação dirigida por David Yates, maestro do mundo mágico desde “Harry Potter e a Ordem da Fênix” é contagiante, com ótimos efeitos especiais, mas algumas vezes sofre do efeito “Transformers”, que é fazer com que o espectador se perca um pouco no meio do fuzuê.

Na parte do mistério, é grande a expectativa das diversas conexões entre esse mundo e aquele que se tornará, 60 anos depois, o universo de “Harry Potter”. Se por um lado as conexões se tornam mais diversas com o elo forte em Dumbledore, por outro, só os verdadeiros fanáticos dos livros de J.K. Rowlings devem apreciar mais, visto que grande parte dos personagens são parentes daqueles que estarão nos holofotes na época de Voldemort e, ainda assim, não se mostra uma relação de causa e consequência clara, pelo menos por enquanto.

Daí para uma melhor apreciação, o importante é se concentrar no mistério central, sem grandes distrações, visto que há algumas importantes reviravoltas no último ato e a dinâmica dos personagens tem uma interessante mudança por conta do discurso de Grindenwald. Aliás, Johnny Deep volta a brilhar e sai da sombra de seu antigo personagem Jack Sparrow como um vilão sério, contido e ameaçador.

Mais interessante é a analogia ou alegoria que seus métodos e discursos fazem com a realidade política atual, onde se institucionalizou o “nós contra eles”, dividindo o povo – brasileiros aqui e bruxos lá – além de armar fake News (veja no ato em que um auror é confrontado por uma bruxa) para desacreditar a própria lei e ter sua ideologia acima dessa lei, da racionalidade e bom senso da população (lembrou de alguém?).

Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindenwald” é uma continuação que mantém um ótimo nível e surpreende por uma nova abordagem que abre muitas portas para o que vem a seguir. Ah, e podem gritar quando Hogwarts aparece, inclusive com uma variação da trilha original pelo mestre James Newton Howard de “Quebra Nozes e Os Quatro Reinos“.

Curiosidades:

– Algumas conexões com o mundo de Harry Potter, além de obviamente Dumbledore:
— Leta Lestrange (Zoë Kravitz de “Cúmplices por Acidente”) é parente distante de Bellatrix Lestrange, futura aliada de Voldemort.
— Aparece o químico Nicolas Flamel que é o criador da pedra filosofal. Ela inclusive aparece rapidamente em seu cofre.
— A professora Minerva também dá as caras em sua versão mais jovem num flashback.
— Nagini, a cobra de Voldemort aparece ainda em sua forma humana.

– Voldemort, nascido em 1926 ainda era uma criança.
– O ator que faz o jovem Grindenwald é o mesmo ator que o representa em “Harry Potter e As Relíquias da Morte”.
– Apesar do irmão de Newt ser mais velho, o ator que o interpreta, Callum Turner de “Assassin’s Creed” é 8 anos mais novo que Eddie Redmayne.

Ficha Técnica

Elenco:
Johnny Depp
Eddie Redmayne
Jude Law
Ezra Miller
Dan Fogler
Alison Sudol
Katherine Waterston
Claudia Kim
Zoë Kravitz
Callum Turner
Kevin Guthrie
Carmen Ejogo
Wolf Roth
Derek Riddell
Cornell John
Ingvar Eggert Sigurðsson
Poppy Corby-Tuech
Andrew Turner
Maja Bloom
Simon Meacock
David Sakurai
Claudius Peters
Bart Soroczynski
Victoria Yeates
Ólafur Darri Ólafsson
William Nadylam
David Wilmot
Ed Gaughan
Olivia Popica
Danielle Hugues
Isaac Cortinovis Johnson
Alfie Simmons
Fiona Glascott
Jamie Campbell Bower
Toby Regbo

Direção:
David Yates

Produção:
David Heyman
Steve Kloves
J.K. Rowling
Lionel Wigram

Fotografia:
Philippe Rousselot

Trilha Sonora:
James Newton Howard

 

No Comments

Leave us a comment

No comment posted yet.

Leave a Comment

↑ BACK TO THE TOP ↑