As Viúvas (“Widows”)

Esqueça “Oito Mulheres e um Segredo”: “As Viúvas” é o verdadeiro filme de empoderamento feminino coletivo que leva em consideração as diferenças entre os gêneros sem nenhum preconceito.

Baseado numa série chamada “Damas de Ouro” de 1983 e dirigido pelo premiado Steve McQueen de “12 Anos de Escravidão”, a história é sobre um grupo de mulheres que tem origens diferentes, mas em comum maridos que trabalham juntos no crime organizado. Quando um trabalho dá errado e todos morrem, elas procuram se reerguer do luto e levar a cabo um último roubo, o qual pode estar relacionado com uma agressiva campanha política.

Povoado de artistas do primeiro escalão, Viola Davis (“Um Limite Entre Nós”) arrasa como Veronica, a aparentemente rica viúva de Larry (Liam Neeson de “O Passageiro” fazendo uma participação deliciosamente diferente) que é ameaçada após tudo dar errado e se junta às outras viúvas, Linda (Michelle Rodriguez de “Vingança”) e Alice (Elizabeth Debicki de “O Paradoxo Cloverfield”) para tentar remediar a situação através deste novo roubo.

É interessante como o fato de serem mulheres num mundo machista faz toda a diferença e é um tema amplamente explorado aqui: quando Veronica justifica porque o plano dá certo, ela fala “Porque ninguém acha que nós (mulheres) poderíamos fazer algo assim”. Além disso, ela constantemente compara o esforço físico que o plano exige como “agir como homens”. Inclusive há um certo artifício que até cumpre esse papel no terceiro ato.

O elenco masculino não fica atrás com ótimas performances de Colin Farrell (“Roman J. Israel”) como o candidato da situação e Daniel Kaluuya de “Pantera Negra” que está sensacional como o vilão do gueto de Chicago.

O roteiro consegue conduzir perfeitamente o espectador por uma história intrincada e cheia de reviravoltas. Parece que a cada 20 minutos, ocorre algo tão surpreendente que nos faz mudar a maneira como os personagens e sua dinâmica. E tudo perfeitamente coerente com a narrativa, sem deixar nenhuma ponta solta. Mais que isso, as situações aplicadas aos “jogadores” desse tabuleiro mostram que nenhum deles é totalmente bom ou totalmente ruim e com mais certeza ainda, ninguém é inocente.

Essa complexidade junto às ótimas tomadas de câmera, elevam a produção a um novo patamar com vários destaques. Por exemplo, numa discussão com o personagem de Farrell que é toda vista por fora de um carro peliculado em apenas uma só tomada, ou o empolgante início que reveza entre uma cena de romance e uma perseguição implacável.

As Viúvas” consegue comprimir em duas horas muito conteúdo e com muita profundidade – um feito raro – com um elenco estelar e com uma história complexa que com a condução minuciosa do diretor, se descomplica e surpreende a cada ato. Um dos melhores filmes de ação dramática do ano.

Curiosidades:
– Quando o personagem de Daniel Kaluuya espreita a protagonista, no rádio está passando um artigo sobre o grupo Panteras Negras. Foi uma brincadeira do diretor com o fato dele ter participado de “Pantera Negra”.
– No filme Elizabeth Debicki é polonesa. Na vida real, seu pai é polonês e ela sabe falar a língua.

Ficha Técnica

Elenco:
Viola Davis
Michelle Rodriguez
Liam Neeson
Carrie Coon
Robert Duvall
Colin Farrell
Molly Kunz
Daniel Kaluuya
Jon Bernthal
Manuel Garcia-Rulfo
Coburn Goss
Alejandro Verdin
Bailey Rhyse Walters
Elizabeth Debicki
James Vincent Meredith
Brian Tyree Henry

Direção:
Steve McQueen

Produção:
Iain Canning
Steve McQueen
Arnon Milchan
Emile Sherman

Fotografia:
Sean Bobbitt

Trilha Sonora:
Hans Zimmer

 

No Comments

Leave us a comment

No comment posted yet.

Leave a Comment

↑ BACK TO THE TOP ↑