Ataque ao Prédio (“Attack The Block”, Inglaterra / Irlanda do Norte, 2011)

Uma interessante produção britânica que mistura terror, ficção científica e comédia com um resultado agradável. Lembra, salvo as devidas proporções, o clássico terror B dos anos 80 “Criaturas”. De novos elementos, destaca-se o fato dos heróis serem justamente excluídos da sociedade: uma gangue de adolescentes mata uma criatura alienígena que caiu na Terra sem saber que monstros maiores estão rumando em busca da criatura. Os bichos encurralam os adolescentes dentro do bloco onde moram e estes devem lutar para matar as ameaças vindas do espaço.

Com efeitos especiais discretos, mas bastante eficientes ao que se prestam, “Ataque ao Prédio” começa devagar, mas com o objetivo de apresentar a condição dos nossos anti-heróis. Deixa-se bem claro que são frutos da violência urbana, porém que fizeram suas próprias escolhas em enveredar na vida do crime onde assaltos, tráfico de drogas e fugas constantes da polícia são atribuições corriqueiras do seu dia a dia, além de deixar claro suas origens usando e abusando do vocabulário das ruas.

E talvez até na ação, esse seja o grande trunfo do roteiro: como numa adversidade a sociedade e seus excluídos se combinam para combatê-la. Muito interessante, por exemplo, como para os jovens infratores o ataque dos aliens é uma situação apenas tão ruim como se fossem enquadrados pela polícia. Outro destaque é que, ao contrário dos enlatados Hollywoodianos, aqui o diretor John Boyega – que veio da TV, mas escreveu o roteiro do novo sucesso de Spielberg “As Aventuras de Tim Tim” – não poupa ninguém e até os personagens mirins são passíveis de serem as próximas vítimas das sanguinárias criaturas.

Destaque para o protagonista estreante John Boyega que com sua expressão impassível, exala carisma ao mesmo tempo em que representa a face da exclusão social e da surra psicológica que abate a classe todos os dias. O que talvez tenha faltado seja um pouco mais de violência gráfica e uniformidade na narrativa, mas nada que possa macular o bom trabalho feito.

Ataque ao Prédio” é uma ótima surpresa que faz uma nostálgica homenagem às produções do gênero dos anos 80, uma crítica à desigualdade social e um divertido passatempo.
[rating:3.5]

Ficha Técnica

Elenco:
John Boyega
Jodie Whittaker
Alex Esmail
Franz Drameh
Leeon Jones
Simon Howard
Luke Treadaway
Jumayn Hunter
Danielle Vitalis
Paige Meade
Michael Ajao
Sammy Williams
Nick FrostRon

Direção:
Joe Cornish

Produção:
Nira Park
James Wilson

Fotografia:
Thomas Townend

Trilha Sonora:
Steven Price

 

2 Comments

Leave us a comment

  • Daniel
    on

    Olá Aldo. Sugiro que você faça uma Categoria só de filmes estrangeiros, para poder achar com mais facilidade as suas criticas e indicações. Cada dia que passa Hollywood consegue nos Enfiar guela abaixo os seus horríveis filmes de alta produção. Compram salas de cinema e canais de Tv fechado para passar somente os seus filmes e tentam o máximo possível fazer com que nós não tenhamos contato com Filmes estrangeiros, que alias é aonde estão a grande parte dos filmes tido como Cinema Arte. Amo o seu trabalho pois você não si limita apenas a esses enlatados americanos, dando espaço para divulgar excelentes filmes. Vou assiste esse com certeza, só em não ter EUA ao lado do nome já vale apena.

  • Clayton
    on

    Mais um filme que vai para a categoria grata surpresa. Na busca de algo alternativo, enconto a capa de ATAQUE AO PRÉDIO com os dizeres “dos mesmos produtores de TODO MUNDO QUASE MORTO”. Bom, esse tipo de coisa não garante nada, mas já é um ponto de partida… e não é que os caras produziram algo tão interessante quanto? É o tipo de filme que parece não ter gasto uma fortuna e te prende a atenção tanto quanto uma superprodução. Diálogos afiados e a profundidade necessária nos personagens para que passamos a nos importar com eles, garante a atenção do público. Destaque para as atuações da “azarada” Jodie Whittaker e para a presença em cena marcante de John Boyega, cujas feições adultas e talento conduzem todo o filme. Menção honrosa para o negro dos alienígenas, sinistro, aparentam sombras querendo nos engolir… eficaz.

Leave a Comment

↑ BACK TO THE TOP ↑