Bad Boys Para Sempre (“Bad Boys for Life”)

A gente sempre chega naquela idade em que… quer revisitar antigas franquias de sucesso para ver se é um estouro novamente. Chegou a vez de Will Smith fazer isso e dessa vez ainda ressuscitou por tabela a carreira do seu parceiro Martin Lawrence, sumido desde “Morte no Funeral” há dez anos.

Só que seus realizadores foram ainda mais longe e copiaram a receita maluca da franquia “Velozes e Furiosos” para transformar “Bad Boys” numa saga ad eternum. A receita foi mais ou menos assim: primeiro pegue a dupla principal de protagonista (OK); depois pegue uma trama que envolva um passado distante de um deles e que volta para atormentá-lo; coloque um punhado de coadjuvantes caricatos e engraçadinhos que vão ganhando algum espaço com o passar do tempo. E pronto!

Smith, que recentemente fez o legalzinho “Projeto Gemini” se vê às voltas com um perigoso cartel chefiado por alguém importante de seu passado. Daí ele tem que tirar Marcus (Lawrence) da aposentadoria e se junta a um novo grupo especializado da polícia para desvendar o que está por trás desse cartel.

Tadinho do Martin Lawrence que não envelheceu tão bem como seu parceiro Will Smith e está uma bolinha e ocupa de vez o trono de mero alívio cômico, praticamente se eximindo da sua presença nas cenas de ação que exija esforço físico.

O roteiro passa por todos os lugares comuns possíveis do gênero, mas é tudo muito bem feito e bem conduzido, desde as cenas de ação, até a introdução dos novos personagens que provavelmente vão acompanhar os protagonistas nas sequencias que virão (e virão).

O desfecho é meio morno e a cena pós créditos é praticamente uma cópia do final de uma das partes de “Velozes e Furiosos” e que se presta para a mesma coisa: avisar que vem uma continuação daquele jeito que o espectador tem que engolir a seco.

Bad Boys Para Sempre” tem a ação e comédia quem sempre pautou a série mais os elementos novos para melhor ou para pior. Pelo menos não machuca.

Curiosidades:

– Na última cena Martin Lawrence erra uma linha e chama a si mesmo de Martin ao invés de Marcus. E isso foi deixado no filme.
– Uma das jovens que não deixou Mike e Marcus entrar na boite é filha do ator Martin Lawrence.
– Primeiro filme da série não dirigido por Michael Bay. Mas ele faz uma participação no final como mestre de cerimônias. Já na parte 4, ele volta à direção.
– A foto de Marcus na agenda de celular de Mike é do poster de Bad Boys 2 (2003).
– Há uma cena em que Mike chama a equipe tática de High School Musical. Uma das integrantes dessa equipe é a atriz Vanessa Hudgens que realmente fez High School Musical.

Ficha Técnica

Elenco:
Will Smith
Martin Lawrence
Vanessa Hudgens
Alexander Ludwig
Charles Melton
Paola Nuñez
Kate del Castillo
Nicky Jam
Joe Pantoliano
Jacob Scipio
Theresa Randle
DJ Khaled
Happy Anderson

Direção:
Adil El Arbi
Bilall Fallah

Produção:
Doug Belgrad
Jerry Bruckheimer
Will Smith

Fotografia:
Robrecht Heyvaert

Trilha Sonora:
Lorne Balfe

 

No Comments

Leave us a comment

No comment posted yet.

Leave a Comment

↑ BACK TO THE TOP ↑