Campo do Medo (“In the Tall Grass”)

Nesses últimos anos o escritor Stephen King tem enchido o bolso de grana com as adaptações de seus livros para o cinema. Este exemplar distribuído pela Netflix é mais um de seus livros co-escrito também por Joe Hill, filho de King.

Resumindo, um grupo de pessoas se perde indefinidamente num matagal que tem um universo próprio que controla tempo e espaço e começa a mudar as suas vítimas. Esse tipo de tema de terror conhecido como Escape Room – onde personagens tentam sair de um ambiente “programado” para mata-los – é recorrente e inclusive o diretor Vincenzo Natali já o explorou com maestria em 1997 com seu clássico cult “O Cubo”.

Aqui também ele dá uma ótima contribuição com tomadas inteligentes e que captam com pouquíssimos efeitos especiais toda a tensão de estar perdido num ambiente claustrofóbico, inclusive com personagens interessantes, mesmo obedecendo os padrões de clichês do gênero.

O que não ajuda muito é o roteiro: como várias das pirações de Stephen King, uma delas é não dar exatamente um propósito para o próprio terror, ou melhor, o espectador fica sem saber o que de verdade aquele ambiente (sem spoilers) quer de suas presas. A própria subtrama do filho da protagonista não diz a que veio. E piora quando se coloca o elemento de espaço tempo fazendo com que personagens morram e reapareçam em diferentes linhas do tempo, pois não se tem um parâmetro certo da sobrevivência ou não de cada um e, até mesmo em seu desfecho, uma análise mais profunda o deixa dúbio desnecessariamente.

Campo de Medo” tem terror na medida certa e história na medida errada. O saldo fica positivo por bem pouquinho.

Curiosidades:

– Um dos carros parados na frente da igreja é uma homenagem ao carro do clássico de King, “Cristine – O Carro Assassino”.
– A casa de boliche que aparece no filme existe de verdade, enquanto a igreja foi um set construído especialmente para o filme.
– A protagonista Laysla De Oliveira tem descendência brasileira.
– Coincidentemente a esposa do personagem interpretado por Patrick Wilson é interpretada por Rachel Wilson que tem o mesmo sobrenome, mas nenhum parentesco com o ator.

Ficha Técnica

Elenco:
Laysla De Oliveira
Avery Whitted
Patrick Wilson
Will Buie Jr.
Harrison Gilbertson
Tiffany Helm
Rachel Wilson

Direção:
Vincenzo Natali

Produção:
Steven Hoban
Jimmy Miller
M. Riley
Mark Smith

Fotografia:
Craig Wrobleski

Trilha Sonora:
Mark Korven

 

No Comments

Leave us a comment

No comment posted yet.

Leave a Comment

↑ BACK TO THE TOP ↑