Cats

O comediante e autor Rick Gervais disse no evento do Globo de Ouro que “Cats” foi a segunda pior coisa que aconteceu aos gatos depois dos cachorros. Ele está certíssimo. A adaptação de uma das mais famosas peças da Broadway conseguiu erra – e feio – em todos os incontáveis aspectos de sua produção.

A começar pelo visual bizarro dos personagens. Não porque são mal feitos, mas pelo conceito em si. Ao invés de escolher os extremos como pessoas fantasiadas de gato com boas maquiagens ou fazer uma animação em CGI como se os personagens fossem apenas gatos, pegaram o pior dos mundos. Com efeitos especiais de ponta, criou-se um híbrido de humano com gato que beira o sinistro ou o ridículo e daí, qualquer diálogo, dança ou movimento dos personagens soa estranho e fora de contexto. Pior é que existem pessoas-ratos e até, pasmem, pessoas baratas utilizando esse mesmo tipo de efeito. Daí, tudo desanda.

Mas não é só isso. O diretor Tom Hooper que já fez excelentes e premiados filmes, inclusive a adaptação musical de “Os Miseráveis”, falha miseravelmente em traduzir a linguagem do teatro para o cinema. O teatro consegue ser mais visual e abstrato, enquanto o cinema por mais fragmentado e abstrato que possa ser, ainda precisa de contexto. O que vemos aqui é uma trama sem pé nem cabeça que só funcionaria no teatro, com clãs de gatos (os Jellycle Cats) recitando músicas e coreografias para um tal concurso que vai levar o vencedor a uma espécie de paraíso de gatos, numa jornada em que nada faz sentido, as músicas são fracas e toscas (com uma ou duas exceções) e dinâmicas entre personagens e entre mocinhos e vilões que entram e saem de cena sem maiores explicações e que quer que o espectador engula. Ou seja, uma confusão de narrativas cujo desfecho não leva a lugar algum.

Pior é ver um batalhão de grandes artistas se prestando a isso, como os decanos Ian McKellen (“Sr. Sherlock Holmes”), Judi Dench (“Assassinato no Express do Oriente”); comediantes oportunistas como Rebel Wilson (“Jojo Rabbit”) e James Corden (“Oito Mulheres e Um Segredo”); e até cantores de verdade como Taylor Swift e Jason Derulo; entre muitos outros.

Cats” é um fracasso retumbante porque não chegou a entender a simples base de sua narrativa muito menos as diferenças essenciais de como se faz uma adaptação de uma peça de teatro não convencional. Afundou merecidamente.

Ficha Técnica

Elenco:
Francesca Hayward
Idris Elba
Rebel Wilson
Jason Derulo
Jennifer Hudson
James Corden
Ray Winstone
Judi Dench
Ian McKellen
Taylor Swift
Robbie Fairchild
Mette Towley
Daniela Norman
Naoimh Morgan
Danny Collins
Melissa Madden-Gray
Larry Bourgeois
Laurent Bourgeois
Jonadette Carpio
Laurie Davidson

Direção:
Tom Hooper

Produção:
Tim Bevan
Eric Fellner
Debra Hayward
Tom Hooper

Fotografia:
Christopher Ross

Trilha Sonora:
Andrew Lloyd Webber

 

No Comments

Leave us a comment

No comment posted yet.

Leave a Comment

↑ BACK TO THE TOP ↑