Cavalo de Guerra (“War Horse”, EUA, 2011) ***NOS CINEMAS***

Genre : ,

Steven Spielberg juntou seus temas preferidos – família, animais e guerra – para fazer amontoado de 146 minutos de clichês dramáticos manipuladores. Belo, mas ainda sim, clichê. Pode ser taxado como filme de guerra para crianças ou de “Corcel Negro” da nova geração ou até mesmo um “Marley e Eu” só que com um cavalo no meio da guerra.

O protagonista é justamente um eqüino que é criado pelo jovem Albert (Jeremy Irvine, saído da série de TV “Love Bites”) e contra todas as expectativas vai se mostrando capaz de realizar o impossível. Até que é vendido para a guerra e vai passando por várias pessoas (tocando seus corações, como disse Spielberg em entrevista) até o desfecho sob um crepúsculo épico clamando por um lenço para as lágrimas.

Espanta o início com uma trilha sonora completamente equivocada do mestre John Williams (sim, o autor das trilhas de “Indiana Jones” e “Star Wars”). O filme começou e eu achava que já estava no clímax.

A produção, podendo ser chamada de um road movie cavalar e ou – porque não? – um horse movie, toma toda a paciência do espectador em longas e arrastadas seqüências cujo resultado narrativo é quase nulo. As quebras de ritmo são constantes e algumas vezes desnecessárias como o episódio do avô e sua netinha. Querendo atingir ao público infantil, chega a não derramar uma gota sequer de sangue, mesmo estando numa guerra. O diretor conseguiu amenizar uma seqüência muito parecida com a abertura de sua outra obra “O Resgate do Soldado Ryan” de tal forma a poder passar na Sessão da Tarde. Talvez a cena de maior destaque seja talvez a mais surreal que é a bem humorada seqüência onde um soldado inglês e um alemão se juntam para libertar Joey (o cavalo tem nome) de uma cerca de arame farpado no meio do território de luta.

Por outro lado, não dá pra deixar de falar da fotografia fantástica de Janusz Kaminski, parceiro de Spielberg em “A.I. – Inteligência Artificial” e que, junto com o diretor, desenvolveu soluções elegantíssimas, como uma execução que é eclipsada por uma pá de moinho ou até mesmo seus últimos minutos que lembram produções antigas como “E o Vento Levou…”, entre outras.

E talvez justamente por isso e seu roteiro, “Cavalo de Guerra” pareça um filme datado com situações já vistas e revistas em tantas outras produções do gênero, mesmo que dessa vez tenha a baliza do mago Steven Spielberg. Definitivamente não é uma boa barbada.
[rating:2.5]

Ficha Técnica

Elenco:
David Thewlis
Emily Watson
Jeremy Irvine
Peter Mullan
Benedict Cumberbatch
Tom Hiddleston
Toby Kebbell
David Kross
Johnny Harris
Niels Arestrup
Robert Emms
Celine Buckens
Rainer Bock
David Dencik
Geoff Bell
Sarah Jane O’Neill
Pip Torrens
Eddie Marsan
Michael Koltes

Direção:
Steven Spielberg

Produção:
Steven Spielberg
Frank Marshall
Adam Somner
Revel Guest

Fotografia:
Janusz Kaminski

Trilha Sonora:
John Williams

 

1 Comment

Leave us a comment

  • Jazz
    on

    Gostei bem mais da crítica que do filme. \o/ Concordo em gênero, número e grau: a fotografia é mesmo fantástica. E só.

Leave a Comment

↑ BACK TO THE TOP ↑