Cemitério Maldito (“Pet Sematary”)

Genre :
Actor : , , ,
Director : ,
Country :
Release Date : 2018

Essa é a terceira adaptação da obra homônima do mestre Stephen King. A primeira em excelente 1989 e teve uma continuação meia boca em 1992. Dessa vez os diretores Kevin Kölsch e Dennis Widmyer que começaram a ser notados depois de dirigirem alguns curtas de terror para o filme “Feriados”, quiseram mudar um pouco da abordagem, mas preservando a essência do livro.

Ao invés do filho menor da família Creed, quem morre atropelada é a filha maior e daí seu pai Louis (Jason Clarke de “Calmaria”) que já havia descoberto o tal cemitério, decide trazê-la de volta à vida, o que vai se mostrar a decisão mais errada de sua vida.

A produção dá muita ênfase para a maldição no ambiente do terreno onde a família vive tanto quanto na trama principal do cemitério, o que não deixa de ser interessante e é praticamente o que provoca os maiores e ótimos sustos, seja pela subtrama da irmã da esposa de Louis (Amy Seimetz de “Alien: Covenant”), seja pela boa sacada dos caminhões. A atriz mirim Jeté Laurence de “Boneco de Neve” é uma atração a parte: ela já dá medo viva, imagina depois quando volta zumbi!

Por incrível que pareça, o ato mais duvidoso é o último. Com um desfecho totalmente diferente do original (não que seja necessariamente ruim), às vezes força uma barra onde tudo talvez aconteça rápido demais. Ainda assim, há um detalhe interessante que pouca gente vai notar – não é spoiler – pois o início do filme é o que acontece logo depois do final. Quem juntar as peças vai entender melhor. Não quer dizer que vá gostar ou não.

Os efeitos especiais tanto digitais quanto de maquiagem estão ótimos e na medida para o que o filme pede, com exceção das tomadas no cenário da mata noturno onde era perceptível a utilização de um cenário fechado com iluminação artificial.

Cemitério Maldito” deve dividir opiniões, pois o ritmo final difere muito com o inicial o que pode causar certo desconforto, mas a direção é muito bem feita e resoluta, tem sustos de arrepiar e um desfecho que se a gente abraçar, causa uma boa reflexão.

Curiosidades:

– O gato foi “interpretado” por cinco gatos diferentes, todos resgatados de abrigos, sendo que no meio do filme um deles não quis mais obedecer e foi “demitido”. A maquiagem para deixar os gatos com aparência de desenterrado, demorava só dez minutos.
– Durante a cena da festa de aniversário de Ellie, pode se escutar uma das conversas dizendo “Tinha aquele cachorrão que pegou raiva e…” e daí a cena muda. Essa frase é uma homenagem ao clássico “Cujo” de 1983, outra adaptação da obra Stephen King.
– Foram escritas várias versões do final e duas delas foram filmadas. Em pesquisas qualitativas com públicos, eles gostaram mais da que ficou. Stephen King, o autor, disse que gostou mais da primeira. Inclusive, ele propôs uma terceira alternativa, mas essa nem foi filmada.
– Na versão de 1989, Ellie foi interpretada por irmãs gêmeas. Nessa versão, Cage é interpretado por irmãos gêmeos.
– A placa de venda da casa está no nome do corretor “D. Torrance”. Dany Torrance é um personagem de “O Iluminado” outro livro de Stephen King que foi adaptado pro cinema.
– No livro e na primeira adaptação, o nome do cachorro do vizinho é Spot. Nesta o nome é Biffer.
– O nome do gato é Church por causa do Chanceler britânico durante a 2º Guerra Mundial, Winston Churchill. John Lithgow, que interpreta o vizinho também interpreta Winston Churchill na série “The Crown”.
– A lenda indígena de Wendingo, criatura da floresta, existe de verdade (a lenda, não a criatura).
– A cidade onde o filme se passa, Ludlow, é a mesma de outro filme baseado na obra de Stephen King, A Metade Negra de 1993.
– Na primeira adaptação, o caminhoneiro que atropela o personagem está escutando a música Sheena is a punk lover da banda Ramones. Nesta o que atrapalha o motorista é uma ligação de celular. O nome que aparece na tela do celular é Sheena.
– Os créditos finais da primeira adaptação têm a música Pet Cemetary também do Ramones. Nesta a música é a mesma só que é um cover da banda Starcrawler.
– Quando a esposa de Louis retorna da cidade, há um grande engarrafamento e a placa dizendo que a cidade de Derry fica a 20 milhas. Derry é onde se passa “It: A Coisa”. No rádio está dizendo que algo aconteceu lá e que duas pessoas estão sendo socorridas em helicópteros. Isso pode se referir já à continuação que vai estrear no segundo semestre.

SPOILER – SÓ LEIA DEPOIS DE TER VISTO O FILME!

– O início do filme é o que acontece depois do final: as mãos de sangue no carro e a trilha até a porta significa que Cage levou a pior e provavelmente vai ser enterrado no cemitério maldito para voltar como zumbi e completar a família.

Ficha Técnica

Elenco:
Jason Clarke
Amy Seimetz
John Lithgow
Jeté Laurence
Hugo Lavoie
Lucas Lavoie
Obssa Ahmed
Alyssa Brooke Levine
Maria Herrera
Frank Schorpion
Linda E. Smith
Sonia Maria Chirila
Naomi Frenette
Suzi Stingl
Kelly Lee

Direção:
Kevin Kölsch
Dennis Widmyer

Produção:
Lorenzo di Bonaventura
Steven Schneider
Mark Vahradian

Fotografia:
Laurie Rose

Trilha Sonora:
Christopher Young

 

No Comments

Leave us a comment

No comment posted yet.

Leave a Comment

↑ BACK TO THE TOP ↑