Christopher Robin: Um Reencontro Inesquecível (“Christopher Robin”)

Imbuída do espírito de trazer para o live action seus mais icônicos desenhos animados (vide “Mogli: o Menino Lobo” que passeou e “Dumbo” que estréia ano que vem), a Disney traz as aventuras do Ursinho Pooh (ou Puff), criado por A. A. Milne em 1926, onde o autor se inspirou nas brincadeiras de seu filho Christopher Robin com seus bichinhos de pelúcia.

O diretor Marc Forster (“Guerra Mundial Z”) usou um roteiro de conceito batido, mas eficaz com o foco na criançada: Ewan McGregor (“A Vida de Miles Davis”) é o Christopher Robin adulto que apenas tem uma vaga lembrança de seu passado infantil com as criaturinhas encantadas do Vale dos 100 Acres, de quando entrava na árvore mágica. Agora ele é um adulto casado com Evelyn (a Agente Carter de “Vingadores”) tem uma filha pequena, mas vive para o trabalho. Até que o dia, ele encontra o Ursinho Pooh em plena Londres e precisa voltar ao Vale para achar seus outros amigos.

Sim, é uma história de redenção, isto é, o adulto descobrindo a criança que existe em si e redefinindo as suas prioridades. Mais uma vez: é eficaz, mas se encaixa num gênero bastante explorado. Sem dúvida, o primeiro ato, ou melhor, a introdução é a parte mais tocante, além de uma obra de arte. Mesmo assim, o diretor não quis surpreender e mostrou os bichinhos logo de cara, o que diluiu um pouco o impacto, visto que os efeitos especiais são sensacionais. Na verdade a definição em live action de Pooh e seus amigos foi uma mistura dos desenhos da Disney com a descrição do livro original da década de 20, onde os personagens na verdade são os próprios bichinhos de pelúcias e, por isso o espectador pode constatar essa textura bem parecida com bonecos.

O arco da história tem alguns altos e baixos, mas se equilibra num morno de previsibilidade, onde nos preocupamos mais com a execução do que criamos afinidade com os personagens.

Christopher Robin” pode ser um ótimo revival para os conhecedores do Ursinho Pooh, definitivamente feito para as crianças, mas deixa uma grande lacuna para o resto da família que provavelmente vai vê-lo como uma apenas boa Sessão da Tarde.

Curiosidades:

– O dublador original do Ursinho Pooh é o mesmo do Tigrão e dubla os personagens para a Disney desde a década de 80.
– O Coelho e a Coruja são os únicos animais “de verdade” e não que tenham textura de bichinhos de pelúcia.
– O verdadeiro Christopher Robin também foi para a guerra, casou-se e teve uma filha. A diferença é que, enquanto no filme sua filha é perfeitamente saudável, na vida real, ela sofria um raro tipo de paralisia cerebral.

Ficha Técnica

Elenco:
Ewan McGregor
Hayley Atwell
Bronte Carmichael
Jim Cummings
Brad Garrett
Nick Mohammed
Peter Capaldi
Sophie Okonedo
Sara Sheen
Toby Jones
Mark Gatiss
Oliver Ford Davies
Ronke Adekoluejo
Adrian Scarborough
Roger Ashton-Griffiths
Ken Nwosu
John Dagleish
Amanda Lawrence
Orton O’Brien
Katy Carmichael
Tristan Sturrock

Direção:
Marc Forster

Produção:
Kristin Burr
Brigham Taylor

Fotografia:
Matthias Koenigswieser

Trilha Sonora:
Jon Brion
Geoff Zanelli

 

No Comments

Leave us a comment

No comment posted yet.

Leave a Comment

↑ BACK TO THE TOP ↑