Conspiração e Poder (“Truth”)

Esqueçam vazamentos hackers e fake News. Jornalismo de verdade, suas promíscuas relações com a política e o que acontece quando algo dá errado, é analisado nessa excelente produção baseado no escândalo da CBS por conta de uma reportagem investigativa contra o então candidato à reeleição George W. Bush em 2004.

Cate Blanchett de “O Mistério do Relogio na Parede” e Robert Redford de “Até o Fim” são Mary e Dan respectivamente. Ela uma repórter investigativa e ele o âncora do noticiário americano 60 Minutos.

Mary fez uma minuciosa investigação que põe em xeque o serviço de George W. Bush nas forças armadas americanas, alegando que não cumpriu seu dever e que estava lá por ter privilégios ilícitos, enquanto Dan noticiou toda a reportagem, o que abalaria a candidatura de Bush filho à Casa Branca. Mas quando alguém descobre que a investigação pode ter um furo, o mundo cai sobre eles e a mão invisível da política não vai deixar barato e tentar destruir as suas carreiras.

O diretor estreante James Vanderbilt se aprofunda pra valer no modus operandi de como uma pista consegue levar a toda uma história e na profundidade dos profissionais envolvidos, passando de forma acessível para o espectador até mesmo tecnicalidades como o quanto fontes de documentos podem prejudicar uma matéria. A própria investigação da investigação também é conduzida com firmeza e minucia.

Cate Blanchett está sensacional, como sempre, e bate um bolão com Redford que dá uma credibilidade inigualável ao seu papel. Além disso, o time de coadjuvantes é heterogêneo e afinado, além de bastante participativos.

Conspiração e Poder” explora com propriedade o tema do jornalismo e da política, tão relevantes quanto diretamente vinculados e decola como filme e como tema para discussão, principalmente num momento onde a verdade é tão banalizada.

Curiosidades:

– Cate Blanchett pediu para que as filmagens fossem na Austrália para ficar perto da família (e foi atendida). Será que ela é importante?
– Sua performance merecia indicações para esse filme, mas por regra apenas uma performance por ano pode ser submetida à premiação do Oscar e então atriz escolheu a que fez em “Carol”.
– A CBS (objeto do escândalo) se recusou a anunciar o filme. Já a dupla de jornalistas Mary e Dan deram a benção ao filme.

Ficha Técnica

Elenco:
Cate Blanchett
Robert Redford
Topher Grace
Dennis Quaid
Elisabeth Moss
Bruce Greenwood
Stacy Keach
John Benjamin Hickey
David Lyons
Dermot Mulroney
Rachael Blake
Andrew McFarlane
Natalie Saleeba
Noni Hazlehurst

Direção:
James Vanderbilt

Produção:
Bradley J. Fischer
Doug Mankoff
Brett Ratner
William Sherak
Andrew Spaulding
James Vanderbilt

Fotografia:
Mandy Walker

Trilha Sonora:
Brian Tyler

 

No Comments

Leave us a comment

No comment posted yet.

Leave a Comment

↑ BACK TO THE TOP ↑