Creed II

Creed” foi um filmaço que queria se destacar da franquia “Rocky”, mas sem perder totalmente o vínculo. O resultado vocês já sabem, mas a verdade é que ele sempre crescia quando o legado de Rocky Balboa e Apollo vinham a tona, mesmo com todo o talento de seu protagonista Michael B. Jordan e de seu roteiro bem escrito. Já “Creed II” perde completamente o pudor de não estar atrelado ao garanhão italiano e é praticamente uma reimaginação de “Rocky IV” de 1985, talvez o episódio mais comercial da saga que usava a Guerra Fria como pano de fundo para uma batalha EUA x União Soviética nos ringues de boxe. E tá tudo bem “Creed II” vestir o manto de “Rocky”. Aliás, tá tudo ótimo.

Escrito mais uma vez pelo próprio Sylvester Stallone, ele pega Creed no seu auge e o desafia a lutar com o filho do assassino do seu pai, Drago, com Dolph Ludgreen retornando ao seu icônico papel.

Uma das grandes sacadas do roteiro foi investir um pouco de tempo na história do que aconteceu com Drago e seu filho Victor (o desconhecido Florian Munteanu) e quais as motivações deles em lutar com Creed e com Rocky por tabela. Claro que o drama principal entre Creed e B. (Thessa Thompson) é consistente, com uma ótima química entre os dois. Em certos momentos chega a ser uma força motriz.

Entretanto, tal qual a saga “Star Wars” sempre foi sobre Anakin / Darth Vader e não sobre Luke Skywalker, a saga “Creed” continua sendo sobre Rocky, mesmo ele como coadjuvante, em uma jornada que se segue por 40 anos e que tem alguns retornos e desfechos que iluminam o maior lutador da história do cinema sem comprometer a qualidade da obra.

A repaginação de “Rocky VI” continua no arco de história – Creed treinando num deserto com máquinas precárias e improvisadas, entre outros pontos semelhantes – e também na trilha sonora de Ludwig Göransson que também já fez ótimos trabalhos com super heróis como “Pantera Negra” e “Venom”, e agora praticamente adotou a trilha original do mestre Bill Conti.

“Creed II” abraça com ternura tudo o que se passou para que se chegasse até ali e deve agradar os mais jovens, mas definitivamente vai encantar os fãs de longa data de Rocky Balboa.

Curiosidades:

– Sylvester Stallone declarou que esta seria a última vez que encarnaria seu personagem Rocky Balboa.
– Nenhum dos personagens russos são interpretados por atores russos. Para não dar spoilers, um deles é Suíço, o outro é Romeno e o outro é Dinamarquês (sim, há uma surpresa aí).
– Algumas das imagens de arquivo de Rocky IV que aparecem no filme foram tomadas que não chegaram ao corte final.
– Na primeira tomada da luta final o apresentador se confunde e apresenta Adonis Creed como Apollo Creed. Tiveram que repetir a cena.
– Algumas cenas e diálogos foram tirados da saga Rocky. Rocky jogando uma bola antistress no hospital é uma homenagem à cena semelhante em Rocky II, um dos conselhos de Rocky dá pra Creed é o mesmo que recebeu de Apollo em Rocky III. Outro conselho o próprio Rocky deu para o seu aprendiz em Rocky V. E por aí vai.
– Tal qual a saga Rocky, a continuação Creed II é escrita em algarismo romano.
– Sylvester Stallone e Dolph Ludgreen são melhores amigos.
– Quando Creed grita mergulhado na piscina, o grito de Rocky “Drago!” de Rocky IV foi mixado junto para dar um efeito grotesco e de flashback ao mesmo tempo.

SPOILER – Só leia depois de ter visto o filme!

– A atriz Brigitte Nielsen volta à saga agora como ex-mulher de Drago e ela fez suas cenas grávida aos 55 anos!!! Ela teve uma menina. Ao todo ela tem 5 filhos: 4 homens e 1 menina.

Ficha Técnica

Elenco:
Michael B. Jordan
Sylvester Stallone
Tessa Thompson
Phylicia Rashad
Dolph Lundgren
Florian Munteanu
Russell Hornsby
Wood Harris
Milo Ventimiglia
Robbie Johns
Andre Ward
Brigitte Nielsen
Patrice Harris
Jacob ‘Stitch’ Duran
Ana Gerena

Direção:
Steven Caple Jr.

Produção:
William Chartoff
Sylvester Stallone
Kevin King Templeton
Charles Winkler
David Winkler
Irwin Winkler

Fotografia:
Kramer Morgenthau

Trilha Sonora:
Ludwig Göransson

 

No Comments

Leave us a comment

No comment posted yet.

Leave a Comment

↑ BACK TO THE TOP ↑