Crepúsculo (“Twilight”, EUA, 2008) ***NOS CINEMAS***

Genre : ,

[youtube lMkv9ZCQAO4]

Quando vi pela primeira vez o trailer de “Crepúsculo” a primeira expressão que me veio para defini-lo foi ‘Malhação com vampiros’. Infelizmente meu tiro foi certeiro e eu não estava errado.

Bella (Kristen Stewart de “Os Mensageiros“) é uma adolescente que acaba de se mudar para a cidadezinha do pai e como novata em seu colégio, deve passar por todas aquelas questões intrínsecas e sua readequação com novos amigos e etc. Lá conhece Edward (Robert Pattinson que fez o último episódio de “Harry Potter“) e sua família, pessoas com excesso de pó de arroz no rosto como se tivessem ressuscitado da banda dos Backstreet Boys.

O óbvio: ela se apaixona por ele e vice-versa. Ah, ele é vampiro. E por uma coincidência que só Hollywood pode arranjar, uns vampiros do mal chegam a cidade pra tocar o terror. Se bem que nesse filme infanto-juvenil a expressão ‘tocar o terror’ quase não mostra um pingo de sangue. Os diálogos são superficiais e o casal principal mais balbucia do que fala. E como gaguejam. Nesse aspecto “Crepúsculo” está mais para um romance sobre pessoas tão diferentes do que um filme sobre vampiros.

Chega a ser difícil entender como uma produção tão rasa conseguiu o feito de, originalmente como livro de Stephenie Meyer, se tornar um best seller e agora na tela grande ser campeão de bilheteria. Tanto que ano que vem já vai ganhar a continuação “Lua Nova“. Por essas cifras, percebe-se que a juventude tem poder hoje em dia. Só falta um gosto melhor. Mas o lado bom: não machuca levar a namorada ou o namorado para uma sessãozinha. Perfeito para beijar nas melhores e piores partes. Quem quiser ver um ótimo filme do gênero, alugue o clássico dos anos 80 “Garotos Perdidos

[rating:2]


Ficha Técnica

Elenco:
Kristen Stewart
Robert Pattinson
Billy Burke
Peter Facinelli
Elizabeth Reaser
Cam Gigandet
Nikki Reed

Direção:
Catherine Hardwicke

Produção:
Wyck Godfrey
Greg Mooradian
Mark Morgan

Fotografia:
Elliot Davis

Trilha Sonora:
Carter Burwell

 

5 Comments

Leave us a comment

  • Alice Cullen
    on

    Nossa essa crítica eh totalmente ridícula! A família dele eh “cheia de pó de arroz no rosto” porque sao VAMPIROS hellow!
    O filme é incrivel, e o que mostra hj em dia o que eh ou nao bom é a opnião do publico, e tecnicamente a cada 10 pessoas 8 gostam de twilight, se fosse ruim nao seria assim nao eh??
    Cada um tem sua opniao, mais essa critica foi realmente pessima

  • Vinícius
    on

    Concordo 100% com a crítica do site. E vampiros que andam sob luz do dia, leêm mentes, eu hein. A parte mais legal é a parte do baiseball. Fato. Achei que ia rolar mais brigas, sangue, mortes. Eu achei que o filme seria péssimo, mais foi muito ruim, ou seja, ainda conseguiu me surpreender.

  • Charlene
    on

    Pegou pesado Aldo!Meu amigo disse que a escritora abobalhou os Vampiros, que Dracula nunca mais será o mesmo depois dos Cullens..ah mais fala sério..o romance é bonitinho vai..dá pra levar a namoradinha sim!

  • Clayton
    on

    Sabe aquela garota que você paquera e imagina que ela seja realmente o máximo, sem defeitos, ou seja, você a idealiza perfeita? Pois é, crepúsculo é assim. Foi construído de tal forma que dá vontade de rever, aí estó o problema, em uma segunda olhada você percebe que a ação não teve ação, que o sangue não teve sangue e que o namoro não teve namoro, afinal o vampiro não pode ficar mais de 5 segundos em contato com a moça senão ela vira refeição no sentido literal, e não no sentido figurado. Então, onde estão os méritos do filme que arrebanhou multidões? Justamente no bom filme que idealizamos, no ineditismo de uma família inteira de vampiros defender uma humana, e a capacidade dos nos solidarizarmos com a situação dos protagonistas em viver (ou morrer) este amor aparentemente impossível de durar. Ou o filme nos causa tudo isso, ou causamos tudo isso ao filme. Só sei que todo mundo aguarda ansioso a próxima parte. Eu só vou se tiver um novo jogo de beisebol.

  • saullo
    on

    “Nossa essa crítica eh totalmente ridícula! A família dele eh “cheia de pó de arroz no rosto” porque sao VAMPIROS hellow!”
    AUSHAUSHAUSHAUHSAUHSAUHSAUHSAUHSUAHSUAHSUAHSUAHSUHS.. XD
    agora deu pra rir!!
    mermao, comé q se pode levar a serio um filme onde o vampiro, ao ficar ao sol, “brilha como um diamante”? eu pensei q ele fosse pegar fogo ali naquele momento, ou virar um monstro, ou pelo menos sofrer uma queimadurinhas de leve, mas nao, q cena ridicula, o cara simplesmente “brilha como um diamante”, e o pior nem foi isso, mas o barulhinho de fundo, como aqueles negocinhos q penduramos na janela e balança com o vento fazendo um “plim plim plim”…taqueopariu, em? que filme ruim!!!

    de tudo, o q me deu mais raiva foi da mina. aquela indecisao de fala ou nao fala já estava me dando nos nervos. dava vontade de estar perto so p dar um tapa nas costas dela, so p ver se desintalava o q ela tinha p falar.

    resumindo, filme GROTESCO de tao ruim!!

Leave a Comment

↑ BACK TO THE TOP ↑