De Repente Pai (“Delivery Man”)

Genre :
Actor :
Director :
Country :
Release Date : 2013

De Repente Pai” – título cujo marketing brasileiro descaradamente chupou de “De Repente 30” de 2004 – mostra o mesmo Vince Vaughn visto em “Os Estagiários”, “Vizinhos Imediatos do 3º Grau” entre outras comédias: como um panaca bonachão que todo mundo ama tentando fazer a sua vida funcionar. Acho até que ele usa praticamente o mesmo figurino em todos os seus papéis.

Aqui ele é David que trabalha no açougue do pai sempre aprimorando seu nível de incompetência. Até que um dia ele descobre que por um erro de uma clínica de fertilização, o esperma que ele doou anos atrás foi inseminado em todos os clientes, fazendo com que David seja pai de 533 jovens e desses, mais de uma centena está movendo uma ação para conhecê-lo. Mantendo-se no anonimato, ele pega os formulários de seus filhos e entra em suas vidas para saber como eles estão indo correndo o risco de ser descoberto.

A trama tem um furo que chega a ser catastrófico: durante toda a projeção os filhos do protagonista são retratados praticamente como órfãos, quando é óbvio que eles foram concebidos por casais ou, no mínimo, mães solteiras que foram à tal clínica. Só que nenhum desses potenciais personagens aparece, o que seria impraticável e torna uma falha capaz de destruir qualquer tentativa de verossimilhança e, por consequência, o mote do filme.

De Repente Pai” só não afunda porque tem algumas cenas de humor excepcionais. E o maior responsável disso é o coadjuvante Chris Pratt de “A Hora Mais Escura” que interpreta o melhor amigo do David e seu advogado no caso. As cenas deles com as crianças só não é mais impagável do que a entrevista que ele dá no último ato.

É bem verdade que o filme, baseado numa produção canadense chamada “Meus 533 Filhos” lançada em 2011 (prova que os americanos só gostam de “comida caseira”), tem boas e edificantes cenas envolvendo David e seus filhos e também conta para que a narrativa seja mais aceitável.

De Repente Pai” parte de um pressuposto absurdo, não se aprofunda num tema que poderia dar ótimas discussões mesmo sendo uma comédia, entretanto ganha em muitas risadas com Chris Pratt e algumas lágrimas pra quem tem mais afinidade com a família.

Ficha Técnica

Elenco:
Vince Vaughn
Chris Pratt
Cobie Smulders
Andrzej Blumenfeld
Simon Delaney
Bobby Moynihan
Dave Patten
Adam Chanler-Berat
Britt Robertson
Jack Reynor
Amos VanderPoel
Matthew Daddario

Direção:
Ken Scott

Produção:
André Rouleau

Fotografia:
Eric Alan Edwards

Trilha Sonora:
Jon Brion

 

No Comments

Leave us a comment

No comment posted yet.

Leave a Comment

↑ BACK TO THE TOP ↑