Do Jeito que Elas Querem (“Book Club”)

Comédia da terceira idade aparentemente bobinha, mas muito fofa e engraçada, mostrando que o empowerment feminino não precisa ser um remake de algo masculino (tipo “Caça-Fantasmas” ou “Oito Mulheres e Um Segredo”) e que um mesmo tema pode ser adaptado com muita criatividade.

Longe dessa abordagem ser algo original: existem pelo menos uns três ou quatro filmes sobre mulheres que vivem alegrias e tristezas enquanto se encontram em clubes de livro (algo comum nos EUA): reuniões periódicas de amigas para discutir livros em comum. Inclusive o Cinecríticas já até comentou sobre uma produção com o mesmo tema, o excelente “O Clube de Leitura de Jane Austen”.

O interessante é que aqui se aborda os temas corriqueiros da terceira idade encarnada em quatro mulheres: Diane Keaton (“Um Amor de Vizinha”) é Diane, toda certinha com filhas super preocupada que conhece um piloto (Andy Garcia de “Tempestade: Planeta em Fúria”) que vai virar a sua cabeça; Jane Fonda (“Pais e Filhas”) está em forma e é Vivian, independente e devoradora de homens que se vê às voltas com um antigo amor (Don Johnson de “Confronto no Pavilhão 99”); Mary Steenburgen (“Uma Canção”) é Carol que não aguenta mais o marasmo de um casamento sem sexo; e Candice Bergen (“De Volta Para Casa”) é Sharon, uma respeitada juíza, mas solitária e entra num aplicativo de relacionamento para tentar encontrar um par.

O mais engraçado e irônico que o gatilho para que elas mudem seu status quo é o novo livro que elas começam a ler, nada menos que “Cinquenta Tons de Cinza” e que, durante a narrativa passa pela trilogia completa. Irônico pelo comentário certeiro de uma delas em dado momento de que o livro é patético e a adaptação para o cinema é pior ainda.

Com o talento e carisma do grupo de atrizes e uma trama conectada pela trilogia de Christian Grey, o roteiro tem um prato cheio para escrever esquetes que usam muito bem o timing cômico do elenco, dando igual espaço para as quatro tramas e fazendo-as equilibradamente interessantes e sem insultar a inteligência do espectador com feitos impossíveis para a idade em que o elenco se encontra.

Destaque para a ótima trilha sonora oitentista, orquestrada e com músicas selecionadas por Peter Nashel (ele fez exatamente o mesmo no sensacional “Eu, Tonya“), passando por Meat Loaf, Roxy Music e até ótimas recentes como Charlie Puth e Meghan Trainor cantando Marvin Gaye.

Do Jeito que Elas Querem” surpreende pelas ótimas risadas, um elenco afiado e uma discussão aberta, sem melindres e muito bem humorada sobre o que é envelhecer.

Obs: Se o título em português lhe é familiar é porque nossos “gênios” do marketing fizeram o “copia e cola” do título “Do que as Mulheres Gostam”, comédia de 2000 com Mel Gibson.

Curiosidades:

– A maioria dos atores são mais novos que seus pares românticos nesse filme. Tanto que em 1972, Andy Garcia interpretou o sobrinho de Diane Keaton no clássico O Poderoso Chefão.
– O casal que passa na rua na hora em que carol e seu marido estão discutindo é ninguém menos que a autora da trilogia Cinquenta Tons… E L James e seu marido.
– As quatro atrizes principais já ganharam ou foram indicadas ao Oscar de melhor atriz.
– Dakota Jonhson, a Anastasia da trilogia Cinquenta Tons… é filha de Don Jonhson que interpreta o interesse amoroso de Jane Fonda no filme.
– Segunda vez que Craig T. Nelson e Mary Steenburgen interpretam marido e mulher. A primeira foi em A Proposta.

Ficha Técnica

Elenco:
Diane Keaton
Jane Fonda
Candice Bergen
Mary Steenburgen
Andy Garcia
Craig T. Nelson
Don Johnson
Alicia Silverstone
Richard Dreyfuss
Ed Begley Jr.
Wallace Shawn
Tommy Dewey
Katie Aselton

Direção:
Bill Holderman

Produção:
Andrew Duncan
Bill Holderman
Alex Saks
Erin Simms

Fotografia:
Andrew Dunn

Trilha Sonora:
Peter Nashel

 

No Comments

Leave us a comment

No comment posted yet.

Leave a Comment

↑ BACK TO THE TOP ↑