Dois Lados do Amor (“The Disappearance of Eleanor Rigby: Them”)

A reviravolta inicial é boa demais para se estragar, então devo dizer que um casal tenta reconstruir suas vidas separadas após um triste evento. Assim acompanhamos Jessica Chastain de “Armas na Mesa” como Eleanor Rigby (sim, baseada na música dos Beatles) e James McAvoy de “Fragmentado” como Connor. Ambos tentam aprender a lidar com a separação e o que a originou sozinhos, ao mesmo tempo em que tentam se apegar na chama do amor.

O primeiro ato é de longe o melhor e mais esperto, pois o diretor estreante Ned Benson evita contar de cara o que provocou a separação, mas sem manipular os personagens. Assim, o espectador funciona como alguém atrás da parede que fica escutando um assunto sem saber exatamente do que se trata. Não que seja um imenso mistério, mas a delicadeza com o que o roteiro trata o tema é natural, bucólica e não ofende a inteligência do público.

Só que quando todas as peças estão no tabuleiro, o Benson não soube mais o que fazer e então fica revezando num jogo de gato e rato entre a dupla de protagonistas ou em sequencias de diálogos desnecessários entre Eleanor e sua nova amiga e professora Friedman (Viola Davis de “Um Limite Entre Nós”).

Apesar de terem passado por situações fortes, mesmo cheios de distúrbios, as reações dos personagens principais muitas vezes ficam inconcebíveis, como na cena do sexo no carro. Isso até dá aos coadjuvantes mais espaço (mesmo que um espaço forçado) para se destacar, como os brilhantes William Hurt (“Um Conto do Destino”) como o pai de Eleanor que tem uma linda cena contando a história de como quase perdeu a filha, e Ciarán Hinds (“Silêncio”) como o pai de Connor cuja sapiência só se compara a sua amargura.

O diretor acerta na trilha singela (tem até uma ótima música do oitentista OMD), mas na hora de ousar no enquadramento, erra justamente no mais importante: o desfecho, que acaba perdendo grande parte de sua força por esse deslize. “Dois Lados do Amor” tem a sorte de ter um elenco muito bom no que faz e uma essência que consegue dar um empurrão no início pra gente poder ir até o fim. Uma boa Sessão da Tarde.

Curiosidades:
– O diretor fez três versões para o filme: a mais famosa que é esta e tem o subtítulo de “Eles”, uma que mostra os fatos na visão de Eleanor (“Ela”) e outra na visão de Connor (“Ele”). Como a crítica foi morna, a versão “Eles” foi lançada nos cinemas, enquanto as outras duas foram lançadas somente em festivais e são raras de achar.
– Nas cenas de romance Jessica Chastain não conseguia parar de rir por causa das piadinhas que James McAvoy fazia.

Ficha Técnica

Elenco:
James McAvoy
Jessica Chastain
Nina Arianda
Viola Davis
Bill Hader
Ciarán Hinds
Isabelle Huppert
William Hurt
Jess Weixler
Nikki M. James
Jeremy Shamos
Wyatt Ralff

Direção:
Ned Benson

Produção:
Jessica Chastain
Cassandra Kulukundis
Todd J. Labarowski
Emanuel Michael

Fotografia:
Christopher Blauvelt

Trilha Sonora:
Son Lux

 

No Comments

Leave us a comment

No comment posted yet.

Leave a Comment

↑ BACK TO THE TOP ↑