Horizonte Profundo: Desastre no Golfo (“Deepwater Horizon”)

Às vezes a vida imita a arte. Mas numa produção baseada em fatos reais, é a arte que imita a vida. E muitas vezes a vida dá uma rasteira na arte. E em “Horizonte Profundo” por mais que o filme encenar o maior desastre numa estação petroleira da história americana ocorrida em 2010 com milhões de litros de óleo espalhados pelo mar, ainda faltou o toque do drama da vida real, o que só ocorre lá pelo final.

Mark Wahlberg volta a trabalhar com o diretor Peter Berg depois do ótimo “O Grande Herói”, como Mike, chefe de engenharia da estação conduzida por Mr. Jimmy (Kurt Russel de “Os Oito Odiados”). Por pressão da empresa dona do petróleo submerso, alguns testes de segurança são desprezados e daí o acidente tem início.

Talvez o melhor da produção é justamente o primeiro ato onde a tensão é construída de forma eficiente num crescente potencializado pela trilha sonora de Steve Jablonsky (“Tartarugas Ninja: Fora das Sombras”) e por efeitos especiais de ponta, dando um soco de realidade em tudo o que acontece.

Aliás esses efeitos são sim o personagem principal do acidente, pois quando ocorre, a narrativa descamba para a ação pura e simples com clichês de demonstração de heroísmos burocráticos que, quando não são feitos pelo nosso herói, acaba em morte (vide a cena do guindaste). Assim, o vazamento, explosões e toda a catástrofe, toma muito mais corpo do que a vida e as tentativas da equipe de se salvar, incluindo o lugar comum da esposa de Mike (Kate Hudson de “Rock em Cabul”) se acabando no choro tentando saber notícias do marido.

Essa “falha dramática” (entre aspas) se deve ao fato de que, apesar do roteiro ter se concentrado basicamente em três personagens – Mike, Jimmy e Andrea (Gina Rodriguez da série “Jane, a Virgem”) – ele acaba tentando focar em todo mundo a partir do desastre o que dilui o drama, deixando a todos como vítimas ou sobreviventes sem nome, o que no desfecho, o diretor tenta consertar com certo êxito.

Horizonte Profundo” é um espetáculo visual, só que mais mecânico do que humano, que vale como exemplar mediano de ação e filme catástrofe padrão.

Curiosidades:
– O diretor Peter Berg faz uma aparição como um técnico que conversa com Mr. Jimmy logo que ele desce do helicóptero.
– Primeira vez em que Kate Hudson trabalha com seu padrasto Kurt Russel. Eles dividem apenas uma cena juntos.

Ficha Técnica

Elenco:
Mark Wahlberg
Kurt Russell
Gina Rodriguez
Kate Hudson
Douglas M. Griffin
James DuMont
Joe Chrest
Brad Leland
John Malkovich
David Maldonado
J.D. Evermore
Ethan Suplee
Jason Pine
Jason Kirkpatrick
Robert Walker Branchaud
Dylan O’Brien
Jonathan Angel
Bill McMullen
Jeremy Sande
Stella Allen
Peter Berg

Direção:
Peter Berg

Produção:
Lorenzo di Bonaventura
Mark Vahradian
Mark Wahlberg
David Womark

Fotografia:
Enrique Chediak

Trilha Sonora:
Steve Jablonsky

 

No Comments

Leave us a comment

No comment posted yet.

Leave a Comment

↑ BACK TO THE TOP ↑