Idas e Vindas do Amor (“Valentine’s Day”, EUA, 2010) ***NOS CINEMAS***

Genre : , ,

Simplesmente Amor” e “Ele Não Está Tão a Fim de Você“. “Idas e Vindas do Amor” se encaixa nessa categoria de comédia romântica que funciona mais como um caça celebridades, tamanho é o número de artistas do primeiro time de Hollywood que compõe o elenco dessa produção… o que não difere dos outros dois filmes. Isto é, um grupo de pessoas tem suas vidas entrelaçadas. O diferencial então está na maneira como o roteiro conjuga essas ligações e, é claro, no carisma de seu elenco.

A parte mais central se passa na floricultura de Reed (Ashton Kutcher de “Por Amor“) que teve uma desilusão amorosa com sua noiva (Jessica Alba de “O Guru do Amor“), enquanto vê sua melhor amiga (Jennifer Garner de “Minhas Adoráveis Ex-Namoradas“) se encontrando com um médico meio suspeito (Patrick Dempsey de “O Melhor Amigo da Noiva“).

Tem algumas tramas desnecessárias como a do casal de universitários formato por uma burrinha (a cantora Taylor Swift) e um atleta (o lobo Taylor Lautner da “Saga Crepúsculo“) e algumas intrigantes, tal qual o encontro no avião entre os personagens de Bradley Cooper (“Se Beber Não Case“) e Julia Roberts (“Duplicidade“). Por sinal só o final onde ela faz uma maravilhosa referência a “Uma Linda Mulher” já vale o ingresso.

Garry Marshall, o diretor responsável por Julia Roberts ser quem é, faz tudo certinho com aqueles clichês velhos conhecidos e a musiquinha baba que gruda na cabeça. Tecnicamente é mediano, com alguns bons momentos e um timing que quase acerta em todas as piadas. Só que há o intangível, o subjetivo. E isso está na capacidade de cada participante da produção tocar a sua maneira, o coração do expectador. E isso “Idas e Vindas do Amor” faz com muito louvor. E é essa simpatia que dá a um filme apenas razoável uma aura superior há muitos exemplares do gênero, tornando-se imperdível para os casais de plantão e para quem ainda está tentando se juntar.

[rating:3.5]


Ficha Técnica

Elenco:
Ashton Kutcher
Jennifer Garner
Anne Hathaway
Topher Grace
Jessica Biel
Jamie Foxx
Jessica Alba
Kathy Bates
Julia Roberts
Bradley Cooper
Patrick Dempsey
Hector Elizondo
Shirley MacLaine
Queen Latifah
Taylor Lautner
Taylor Swift
George Lopez
Eric Dane
Emma Roberts

Direção:
Garry Marshall

Produção:
Mike Karz
Wayne Allan Rice
Josie Rosean

Fotografia:
Charles Minsky

Trilha Sonora:
John Debney

 

2 Comments

Leave us a comment

  • saullo
    on

    mermao, eu discordo em quase tudo que vc falou, pois pra mim esse filme nao ajuda a unir ninguém e sim a separar os casais. o cara sai tao estressado do cinema por ter ficado nessa tortura por mais de duas horas que a unica coisa q ele quer é dar um tempo da cara da namorada dele, pois a tortura é tao grande q ele associa o filme à mina dele.

    eu nao ri de NENHUMA piada no filme, na verdade, eu só fiquei sabendo agora q esse filme tinha piadas, pois jurava q era um filme de terror.

    lembro que o meu unico desejo assistindo isso era “deus, me teletransporta, por favor, me arrabata!!!”

    amigos apaixonados, ouçam meu conselho, nao assistam esse filme, nao se arrisquem a desistir do amor.

    destaque para a cena…deixa ver se encontro alguma…hum…ta foda. =/

    aldo, brother, que conceito doido de estrelinhas é esse, véi?

    ta, eu daria até as 5 estrelas nesse filme, mas dentro de uma constelaçao, pq dar 3 e meia de 5, é foda, em!!

  • Clayton
    on

    Realmente, modos diferentes de se ver um filme. Individualmente, o história de cada casal não daria um curta de respeito, inclusive a mais imprevisível, interpretada por Bradley Cooper, tenha funcionado de forma supreendente, justamente por ter sido utilizado deste formato de cenas entrecortadas. E a interligação com Julia Roberts mostra que o roteiro de ambos (Julia e Bradley) poderia ser muito bem a vertente princial do filme, e claro, isso deve-se ao diretor. Taylor Swift fez a participação especial mais fútil de todo o cinema, e parece ter se divertido com isso. Taylor Lautner deve ter entendido que talvez não possua todos os dotes dramáticos para se tornar um astro, então investiu única e tão somente na forma física, então acredito que meta do mesmo deva ser enriquecer até os 30 (o cara só malha!). Mas em geral todos se saem muito bem, talvez pelo fato de cada um querer tornar a sua parte especial. É nítido que há muita improvisação e que todos estão a vontade. Jamie Foxx por exemplo está muito hilário, assim como a carismática Anne Hathaway. Aliás, Julia Roberts, Anne Hathaway, Jennifer Garner, Jessica Biel, Jessica Biel… que elenco feminino hein?! É sim um filme para curtir com a esposa e namorada, afinal mando flores, assisto filme juntos, já me apaixonei por professoras na infância, já fui pra jantares que eram a maior roubada, então, a identificação com as histórias e personagens do filme ajudam a dar a esta película um destaque na agenda semanal.

Leave a Comment

↑ BACK TO THE TOP ↑