Jovens Bruxas – Nova Irmandade (“The Craft: Legacy”)

É a continuação do clássico teen de 1996. Na verdade, poderia nem ser a continuação não fosse por um detalhe, mas a história em si é mais uma reimaginação.

Cailee Spaeny de “Suprema” é Lily, uma adolescente que se muda com a mãe (Michelle Monaghan de “Missão Impossível: Efeito Fallout”) para uma cidadezinha a fim de morar com o novo namorado dela (David Duchovny de “Phantom – A Última Missão”).

Na nova escola ela conhece três amigas que juntas formam uma irmandade de bruxaria por causa dos poderes que cada uma aparentemente tem. O que começa como uma brincadeira começa a ter desdobramentos perigosos.

Um ponto bastante interessante é como a direção levou a sério a questão da diversidade, seja no casting ou no roteiro: além de uma das jovens ser uma atriz trans, a história lida com masturbação, bissexualidade, entre outros temas sensíveis de forma tão natural que é inspirador. Inclusive esses temas fazem parte da narrativa que se desenvolve bem até o terceiro ato.

Aí é que tudo desaba. É como se tivesse jogado todo o roteiro fora e partido do zero para um dos clímaces mais medíocres da história. Não faz a menor questão de explicar a origem e motivação dos personagens – principalmente do antagonista – e até a questão de quem tem ou quem quer ficar com os poderes não faz o menor sentido, visto que todos os envolvidos nessa parte os tem.

A “luta” (entre aspas) é canalha e remete ao pior do que foi feito nos anos 80, enquanto o pós clímax é quase intragável, pois mais uma vez não esclarece absolutamente nada como se houvesse um lapso de tempo inexplicável entre as duas cenas.

Jovens Bruxas: Nova Irmandade” consegue sabotar uma premissa que parece ter sido montada com cuidado e atenção aos novos momentos da maneira mais desleixada e rasteira possível, deixando aquele gosto de decepção na boca.

Curiosidades:

– O nome da protagonista Lily vem de Lilith, foi uma deusa ou demónio feminino adorada na Mesopotâmia e na Babilônia, associada com ventos e tempestades, que se imaginavam ser portadores de enfermidades e morte.
– Três consultores de ciências ocultas foram contratados para dar mais veracidade ao roteiro.

Ficha Técnica

Elenco:
Cailee Spaeny
Zoey Luna
Gideon Adlon
Lovie Simone
David Duchovny
Michelle Monaghan
Nicholas Galitzine
Julian Grey
Charles Vandervaart
Donald MacLean Jr.
Fairuza Balk
Hannah Gordon
Chris Tomassetti
Kris Siddiqi
James Madge

Direção:
Zoe Lister-Jones

Produção:
Jason Blum
Lucy Fisher
Douglas Wick

Fotografia:
Hillary Spera

Trilha Sonora:
Heather Christian

 

No Comments

Leave us a comment

No comment posted yet.

Leave a Comment

↑ BACK TO THE TOP ↑