Laços de Sangue (“Blood Ties”)

Refilmagem do filme francês homônimo, cuja versão americana é dirigida justamente pelo protagonista do original Guillaume Canet que atuou também em “Apenas Uma Noite”.

Clive Owen de “Os Últimos Cavaleiros” é Chris, recém saído da prisão que tenta andar pelo bom caminho, mas com o coração bandido vai ser difícil. Seu irmão Frank (Billy Crudup de “Uma Semana a Três”) é um policial, o que desde já, provoca um atrito monstruoso na família. Enquanto Frank está tendo um caso com Vanessa (Zoe Saldana de “Star Trek”), mulher do criminoso Scarfo (Matthias Schoenaerts de “A Garota Dinamarquesa”), Chris se vê dividido entre a certinha nova namorada Natalie (Mila Kunis de “Perfeita é a Mãe”), a ex mulher e mulher da vida Monica (Marion Cotillard de “Era Uma Vez em Nova York”) e a sua própria vida de crime que o tenta mais que tudo.

Nem é preciso dizer que o elenco é primoroso e todos resolveram dar o seu máximo mostrando desempenhos viscerais frente às câmeras, desde o implacável Chris até o introspectivo Frank com uma leve risada nervosa e outros detalhes dos personagens que quem for atento vai perceber o grau de complexidade em suas composições e apreciar ainda mais o trabalho. Mais que isso, a dinâmica entre os personagens evoca bastante o tema de família, o que todo boa produção de máfia segue, mas de uma forma não pretensiosa e orgânica, tendo o decano James Caan (“A Ocasião Faz o Ladrão”) como o pai da dupla de protagonistas e elo do sentimentos e decepções que um irmão sente pelo outro.

O roteiro evoca uma tensão crescente que vai apontando a um caminho sem volta sempre com cheiro de tragédia no ar o que deixa o espectador preso na cadeira. É bem verdade que no início do último ato ele dá uma escorregada (cena da briga da boite, sem spoilers), mas não chega a afetar o todo.

Destaque para o design de produção com uma reconstituição de época brilhante da dura periferia americana no fim dos anos 70, fotografada com realismo por Christophe Offenstein e pautado por pela trilha indefectível que vai de Little Richard, passando por Velvet Underground, até The Rubettes com seu inconfundível Sugar Baby Love, só as feras do pop rock dos anos 70.

Laços de Sangue” é um ótima pedida do subgênero de gangster, pois envolve uma trama ao mesmo tempo intrincada e acessível com ótimas atuações e uma atmosfera tensa durante toda a projeção.

Curiosidades:

– A atriz Marion Cotillard é esposa do diretor. Inclusive ela indicou Matthias Schoenaerts para atuar também, pois foi só elogios quando trabalharam juntos em Ferrugem e Osso (2012).

Ficha Técnica

Elenco:
Clive Owen
Billy Crudup
Marion Cotillard
Mila Kunis
Zoe Saldana
Matthias Schoenaerts
James Caan
Noah Emmerich
Lili Taylor
Domenick Lombardozzi
John Ventimiglia
Griffin Dunne
Jamie Hector
Yul Vazquez
Eve Hewson

Direção:
Guillaume Canet

Produção:
Alain Attal
Guillaume Canet
John Lesher
Hugo Sélignac
Christopher Woodrow

Fotografia:
Christophe Offenstein

 

No Comments

Leave us a comment

No comment posted yet.

Leave a Comment

↑ BACK TO THE TOP ↑