Medalha de Bronze (“The Bronze”)

Se o sensacional “Eu, Tonya” tivesse uma história mais rasa, fosse menos trabalhado e ainda assim bonzinho, provavelmente seria muito parecido com “Medalha de Bronze”.

Melissa Rauch de “Para o que Der e Vier” e mais conhecida por ser a Bernadette da série “The Big Bang Theory” é Hope, uma ex-ginasta de uma cidadezinha que depois que alçou a fama com sua medalha de bronze mundial, teve sua carreira terminada por um acidente numa das provas. Já adulta, ela é intragável, mimada e mal caráter, mas ainda assim é reconhecida como a heroína de sua cidade. Sem dinheiro, aparece uma chance dela treinar a novata Maggie (Haley Lu Richardson de “Fragmentado”) e ganhar uma bolada. Mas isso pode acabar com sua aura de queridinha.

O batido esquema de comédia onde a protagonista má se redime no final escrito pela própria Rauch com seu marido cai como uma luva aqui, nem tanto pela narrativa, mas por sua atuação. Melissa Rauch está irrepreensível como a politicamente incorreta Hope que dispara palavrões, sacaneia com o pai (Gary Cole de “Não Vai Dar”, também excelente), chifra o seu interesse amoroso com seu antagonista (Sebastian Stan que coincidentemente também esteve em “Eu, Tonya”), além de seus diálogos e composições serem excelentes.

Já o elo fraco está Haley Lu Richardson que interpreta a discípula de Hope, pois é extremamente exagerada, cheia de maneirismos o que a torna irritante, o contrário do que seu papel quer passar.

A direção é um pouco engessada, mas tem bons momentos (a hilária cena de sexo é um deles). Por outro lado, a trilha e a seleção musical feita por Andrew Feltenstein e John Nau de “Rolou Uma Química” não deixa o ritmo do filme cair e pauta o espectador para as cenas de clímax.

Medalha de Bronze” acerta em ser despretensioso, tem uma protagonista forte e afiada, mesmo com uma trama cheia de clichês. Leva bronze, mas não sai do pódio.

Curiosidades:

– Todos os locais onde os personagens comem e bebem são exatamente aqueles locais de verdade na cidadezinha onde o filme se passa.
– Na cena de sexo, Melissa Rauch usou uma dublê de corpo, mas Sebastian Stan encarou o desafio pra valer. Apenas em duas tomadas ele usou um dublê por conta da dificuldade de posição.
– Apesar de parte do filme se passar nos jogos olímpicos, a expressão “jogos olímpicos” nunca é dita explicitamente, por causa do controle restrito de cenário feito pela comissão olímpica. Tanto que no filme as cidades ditas que se passam os jogos são diferentes das onde realmente foi.

Ficha Técnica

Elenco:
Melissa Rauch
Gary Cole
Thomas Middleditch
Sebastian Stan
Cecily Strong
Haley Lu Richardson
Dale Raoul
Craig Kilborn
Dominique Dawes
Olga Korbut
Dominique Moceanu
Barak Hardley
Michael Shamus Wiles
Christine Abrahamsen
Ellery Sprayberry

Direção:
Bryan Buckley

Produção:
Stephanie Langhoff

Fotografia:
Scott Henriksen

Trilha Sonora:
Andrew Feltenstein
John Nau

 

No Comments

Leave us a comment

No comment posted yet.

Leave a Comment

↑ BACK TO THE TOP ↑