Milagres do Paraíso (“Miracles from Heaven”)

Genre :
Actor : , , ,
Director :
Country :
Release Date : 2016

Jennifer Garner parece ser a mãe preferida dos estúdios de Hollywood, pois 90% de seus últimos papéis foram exatamente os mesmos, vide “Não Olhe Para Trás”, “Alexandre e o Dia Terrível, Horrivel, Espantoso e Horroroso”, “Deslizando na Trapaça” e o sensacional “A Estranha Vida de Timothy Green”. Este último tem muito a ver com “Milagres do Paraíso”, pois de certa forma também lida com uma espécie de milagre.

Preparem os lenços, pois as lágrimas vão rolar. Baseado em uma história real de uma família no Texas, a produção fala sobre a filha do meio, Anna, que contrai uma doença gastro degenerativa que deve leva-la à morte e todos os esforços de seus pais para trata-la. Ainda assim, o tratamento é tão doloroso que a faz perder as esperanças. Até que ocorre um milagre.

Como é família é católica fervorosa, ocorrem vários questionamentos filosóficos com a figura de Deus. Por um lado, a obra fica com um pezinho daquele grupo de filmes que são pura propaganda religiosa como “Quarto de Guerra” e “Deus Não Está Morto 1 e 2” e em alguns aspectos, isso atrapalha um pouco a narrativa, pois a diretora Patricia Riggen (“Os 33”) fica entre a história e a panfletagem ideológica.

Por outro lado seu desfecho parece dar uma roupagem muito bonita para a fé por si só independente de credo, como pequenas coisas boas feitas por cada um de nós que se juntam para formar a felicidade na vida de alguém e sentir a presença de Deus nesses atos (e é a cena onde todos vão chorar rios). É o tipo de abordagem que parece muito com as utilizadas em adaptações de livros escritos por Nicholas Sparks.

Talvez pela experiência cinematográfica, Garner está incrivelmente bem no papel de mãe sofrida porém determinada, fugindo dos estereótipos, enquanto Kylie Rogers que interpreta Anna é um prodígio de atuação, sendo fofa, aparentemente frágil, mas com uma incrível força emocional.

Milagres do Paraíso” é um filme feito pra chorar e consegue através da caixa de ferramentas (trama, elenco, tema, trilha) usada de forma correta e é recomendado, mesmo pisando em terreno delicado como a propaganda religiosa.

Curiosidades:

– Quando Queen Latifah entra em cena como uma garçonete, seu chefe é jocoso a chamando de Sua Majestade. O nome artístico da artista, Queen, é rainha em inglês.
– A personagem de Queen Latifah diz “Vocês ainda não me viram dirigindo”. Isso é uma referência ao seu filme “Táxi” de 2004, onde ela é uma motorista que quebra todas as regras.

Ficha Técnica

Elenco:
Jennifer Garner
Kylie Rogers
Martin Henderson
Brighton Sharbino
Courtney Fansler
Queen Latifah
Eugenio Derbez
Kelly Collins Lintz
John Carroll Lynch
Brandon Spink
Wayne Pére
Bruce Altman

Direção:
Patricia Riggen

Produção:
DeVon Franklin
T.D. Jakes
Joe Roth

Fotografia:
Checco Varese

Trilha Sonora:
Carlo Siliotto

 

1 Comment

Leave us a comment

  • Victoria Chicurel
    on

    O grande diferencial de “Milagres do Paraíso” é não pretender fazer uma lavagem cerebral no espectador. Além disso, o longa é despido de preconceitos e evita lições de moral baratas. Tem uma mensagem singela de crença deísta: ressalta a importância de cada pessoa ter a sua fé, não que existiria uma fé correta (como faz a maioria). A interpretação de Jennifer Garnerr como Christy é uma das melhores da sua carreira (o que não significa muito). Vive a única personagem formada por camadas, e diversas facetas são exploradas, convencendo sempre com eficácia exemplar na alta carga dramática do papel. Também a infante Kylie Rogers vai bem, mostrando ter sido a escolha certa.

Leave a Comment

↑ BACK TO THE TOP ↑