Missão: Impossível – Nação Secreta (“Mission: Impossible – Rogue Nation”)

A franquia “Missão Impossível” começa a ficar bastante parecida com “Velozes e Furiosos”: atinge uma escala global passando por vários países, tem cenas de ação que infringem todas as leis da física, química, biologia e coerência, e – finalmente – começa a rir de si mesmo. A diferença a favor do novo episódio do agente Ethan Hunt vivido por Tom Cruise é que o gênero espionagem pipoca é muito mais palatável para se ter essas cenas mirabolantes.

Começando de onde o quarto filme da série parou – quando Hunt cita a organização chamada Sindicato – aqui ele já está envolvido nesta investigação enquanto a CIA tenta desmantelar a sua agência, a IMF. Enquanto é capturado, torturado, perseguido e procurado por quase todos os personagens do filme, ele vai precisar da ajuda de seu velho time para capturar o cabeça da organização terrorista.

Um dos pontos altos está no seu antagonista, Solomon Lane vivido por Sean Harris de “Livrai-nos do Mal”: sua caracterização franzina com uma voz quase em falsete dá ao personagem uma fragilidade que contrasta com sua real força e crueldade. Talvez seja o melhor vilão da saga.

As cenas de ação beiram o estado da arte na sua concepção e realização por mais absurdas que sejam. As tomadas e o jogo de câmeras na cena do reservatório submerso vai vários degraus acima das produções do gênero.

E finalmente dessa vez Tom Cruise parece se soltar mais e rivaliza com seu colega de time Benji (Simon Pegg de “Heróis de Ressaca”) as cenas mais cômicas, como aquela – que tem no trailer – onde ele vai pular no capô do carro e se estabaca no chão. Cruise, como já se viu em “Trovão Tropical” tem um timing cômico afiadíssimo e estranhamente pouco usado (pelo menos até agora).

No mais, os clichês mais batidos também aparecem: o fato de um personagem falar “Vamos a Marrocos” e instantaneamente os personagens serem tele transportados pra lá vira coisa corriqueira, bem como os carros (repararam como os mocinhos só dirigem BMWs?) que se materializam na hora e no lugar que bem entendem para dirigir. Pelo menos seu desfecho é original, bem humorado e sem a necessidade de enaltecer Tom Cruise a todo momento.

Escrito e dirigido por Christopher McQuarrie que já trabalhou com Cruise em “Jack Reacher: O Último Tiro“, “Missão Impossível: Nação Fantasma” é pura diversão pipoca e um dos poucos casos em que perder mais um pouco da sua seriedade representou um ganho no resultado final.

Ficha Técnica

Elenco:
Tom Cruise
Jeremy Renner
Simon Pegg
Rebecca Ferguson
Ving Rhames
Sean Harris
Simon McBurney
Jingchu Zhang
Tom Hollander
Jens Hultén
Alec Baldwin

Direção:
Christopher McQuarrie

Produção:
J.J. Abrams
Bryan Burk
Tom Cruise
David Ellison
Don Granger

Fotografia:
Robert Elswit

Trilha Sonora:
Joe Kraemer

 

No Comments

Leave us a comment

No comment posted yet.

Leave a Comment

↑ BACK TO THE TOP ↑