Mogli: O Menino Lobo (“The Jungle Book”)

Não há palavras para descrever o que é o espetáculo visual e narrativo de ser ver esta obra, onde na grande selva indiana animais falam e interagem como o pequeno protagonista humano num realismo que deixa qualquer outro filme no chinelo. Ver os dados do menino acariciando os pelos do urso Baloo ou até mesmo em cima dele brincando é uma experiência incrível. Mais ainda é saber que tudo fora feito através de CGI, isto é, nada é real: nem a vasta selva, nem os animais. Apenas o estreante e muito carismático ator mirim Neel Sethi que interpreta Mogli.

Ele foi achado ainda bebê no meio da selva e criado pela pantera Bagheera que o colocou como parte de uma alcatéia. Quando o malvado tigre Shere Khan ameaça mata-lo, Mogli e Bagheera começam sua jornada para fora da selva, cheia de perigos e aventuras, encontrando vários animais e fazendo novos amigos e inimigos.

Poderia ser apenas um mero deleite visual, mas o roteiro conseguiu potencializar o cerne escrito no livro de Rudyard Kipling, juntamente com a primeira versão cinematográfica de 1967 e ainda acrescentou elementos extras que só a Disney poderia ter, como referências diretas ao clássico “O Rei Leão”, como um encontro simbólico em live action de Pumba e Timão e até mesmo a morte de um personagem que é visualmente idêntica a morte de outro que desempenha o mesmo papel em “O Rei Leão”. Esses elementos foram laços de relacionamento apaixonantes entre os personagens, o que é ainda mais profundo pelos efeitos especiais que fazem a proeza de dar feições emotivas aos animais sem nunca descaracterizá-los.

O diretor Jon Favreau, já acostumado com efeitos digitais desde “O Homem de Ferro” não só dá leveza à história, como também faz a trama ser relevante e não simplesmente esquecível ao sair do cinema.

Tudo isso confere a “Mogli – O Menino Lobo” um status de marco da Disney e uma experiência diferenciada e tem tudo para ser seu novo clássico daqui há alguns anos.

Curiosidade:
– Os filhotes dos vários animais foram dublados pelos filhos do diretor, elenco e equipe técnica.
– Último filme do comediante Garry Shandling antes de sua morte menos de 1 mês antes do lançamento.

Ficha Técnica

Elenco:
Neel Sethi
Bill Murray
Ben Kingsley
Idris Elba
Lupita Nyong’o
Scarlett Johansson
Giancarlo Esposito
Christopher Walken
Garry Shandling

Direção:
Jon Favreau

Produção:
Jon Favreau
Brigham Taylor

Fotografia:
Bill Pope

Trilha Sonora:
John Debney

 

No Comments

Leave us a comment

No comment posted yet.

Leave a Comment

↑ BACK TO THE TOP ↑