O Testamento e Último Desejo de Rosalind Leigh (“The Last Will and Testament of Rosalind Leigh”)

Genre :
Actor : ,
Director :
Country :
Release Date : 2012

Começando como uma versão moderna de “A Mulher de Preto”, o jovem Leon (Aaron Poole, coadjuvante de “À Procura”) chega à casa de sua recém falecida mãe, a qual tem toda a pinta de ser mal-assombrada, pois mais parece um antiquário, cheio de artefatos e estátuas bizarras. Um lugar que ninguém em sã consciência passaria à noite.

O diretor Rodrigo Gudiño, conhecido no nicho de terror pelos seus curta-metragens – todos com títulos imensos como este – criou uma abordagem inicial muito interessante, limitando-se a passar a câmera estrategicamente pela casa, sem que nada aparente aconteça, a não ser sons vindos da própria trilha que, ao invés de apenas assustarem, instalam um clima de constante tensão. Também acerta no perfil do personagem (praticamente só há ele), pois é cético e foge do estereótipo crente do gênero.

O problema é que após mais de meia hora, nada muda e, por mais inteligente que o roteiro queira parecer, o espectador começa a entender que aquilo cheira mais a embromação do que à criação de um clima tenso. A narração da falecida mãe, na voz da decana Vanessa Redgrave (“Foxcatcher”), também começa bem, mas chega uma hora de um tédio interminável. Tanto que no desfecho a gente já quer logo ir embora, mas a ladainha não para. Pra não passar vergonha alheia as pouquíssimas aparições da mãe de Leon não são feitas por Redgrave, mas por uma ilustre desconhecida.

Quando a história parece esquentar, o próprio roteiro trata de escancarar do que se trata realmente os fenômenos e esfria o filme até a direção ao final que não diz a que veio ou a que foi.

O Testamento e Último Desejo de Rosalind Leigh” é um exercício de estilo sem história que seria ótimo se fosse como os demais filmes do diretor até então: curtas-metragens. E olha que esse é pequeno: dura apenas 80 minutos.

Ficha Técnica

Elenco:
Aaron Poole
Vanessa Redgrave
Julian Richings
Stephen Eric McIntyre
Charlotte Sullivan

Direção:
Rodrigo Gudiño

Produção:
Marco Pecota

Fotografia:
Samy Inayeh

 

No Comments

Leave us a comment

No comment posted yet.

Leave a Comment

↑ BACK TO THE TOP ↑