Os Jovens Titãs em Ação! Nos Cinemas (“Teen Titans Go! To the Movies”)

Por incrível que pareça, as melhores peças da DC Comics acontecem fora de seu universo tradicional cinematográfico. Enquanto “Mulher Maravilha” e “Aquaman” foram exemplares muito bons, ainda assim eles empalidecem frente a animações como “Lego Batman: O Filme” e essa nova empreitada dos Jovens Titãs. Isso acontece justamente porque eles subvertem o universo que já conhecemos sem deixar de lado a sua essência. Inclusive nem é preciso assistir a série do desenho que passa na TV para entender o contexto.

A história não é tão original, mas funciona como uma luva: os Jovens Titãs combatem o crime, mas sempre são caçoados pelos super heróis “de verdade”, principalmente pelo fato deles nunca terem tido um filme só pra eles. Pra isso eles precisam achar um arqui-inimigo e, quando descobrem que Slade está tramando dominar o mundo, percebem a oportunidade de só assim conseguirem um contrato de Hollywood para fazer sua própria produção de cinema.

Eles não só sacaneiam com seus próprios heróis, como também fazem uma ótima troça com o gênero de animações, colocando músicas que são propositalmente para elevar o espírito, além de quebrar o quarto muro (quando o personagem se dirige ao espectador) inúmeras vezes para apontar as peculiaridades do filme que são engraçadíssimas.

Também não se furtam em homenagear outros filmes como a sensacional cena sobre “De Volta Para o Futuro” com direito à trilha sonora original do mestre Alan Silvestri ou ainda a engraçada e tocante homenagem à Marvel e ao saudoso Stan Lee (inclusive o início do desenho é ótimo por conta da Marvel).

A trama é bem conduzida, mas não deixa de ser bem previsível e o desfecho parece ter sido apressado demais.

Ainda assim “Os Jovens Titãs em Ação! Nos Cinemas” é mais um sopro de pura diversão numa brincadeira com o próprio cinema que funciona muito bem para todos os fãs de super-herói independentemente de o quanto conheçam a série. Vale muito a pena e é rapidinho.

Curiosidades:

– O jovem Bruce Waine é dublado pelo filho de Nicolas Cage, cujo nome é Kal-El em homenagem ao Superman, cujo pai é super fã.
– Aliás, Nicolas Cage dubla o Superman e ele já foi cotado para ser o personagem em carne e osso num filme que nunca foi produzido chamado Superman Lives que seria dirigido por Tim Burton na década de 2000.
– O grupo que sempre aparece no limbo são os Desafiadores do Desconhecido. Eles passam o desenho inteiro no limbo como uma analogia de serem personagens da DC criados por dissidentes da Marvel numa época em que eles se separaram.
– Na agenda telefônica do Ciborgue aparece o nome de Khary Payton que é o ator que dubla o personagem.
– Na cena onde o QG dos Jovens Titãs é atacado, dá pra ver num cômodo o livro do Harry Potter e As Relíquias da Morte.
– Aliás a cena final do ataque é uma referência a uma cena muito parecido em “O Homem de Ferro 3”.
– A cena em que Slade rende 2 guardas ao invadir um laboratório é uma referência a “Star Wars – Uma Nova Esperança” quando Darth Vader invade a nave do Embaixador Organa procurando os planos sobre a Estrela da Morte.
– Em Lego Batman, Will Arnett dubla o Batman. Aqui ele dubla o vilão Slade. Inclusive a idéia de fazer um longa metragem sobre os Jovens Titãs também foi dele.

Ficha Técnica

Elenco:
Greg Cipes
Scott Menville
Khary Payton
Tara Strong
Hynden Walch
Will Arnett
Kristen Bell
Eric Bauza
Michael Bolton
Kal-El Cage
Nicolas Cage
Joey Cappabianca
Greg Davies
John DiMaggio
Halsey

Direção:
Aaron Horvath
Peter Rida Michail

Produção:
Will Arnett
Aaron Horvath
Michael Jelenic
Peter Rida Michail
Peggy Regan
Sam Register

Trilha Sonora:
Jared Faber

 

No Comments

Leave us a comment

No comment posted yet.

Leave a Comment

↑ BACK TO THE TOP ↑