Os Mais Jovens (“Young Ones”)

Se a gente fosse situar esta produção num mesmo universo cinematográfico, diria que ele se situaria poucas décadas antes de “Mad Max: Estrada da Fúria”, pois aqui, num futuro próximo, a estiagem já dura anos e a seca começa a afetar grande parte do mundo. Ainda assim, alguns fazendeiros continuam esperando pela chuva, enquanto vivem de subsistência de outros pequenos negócios informais.

É o caso de Ernest (Michael Shannon de “Perigo por Encomenda”) que faz entregas para operários de um aqueduto junto a seu filho Jerome (Kodi Smit-McPhee de “O Congresso Futurista”), enquanto sua filha, a rebelde Marry (Elle Fanning “Malévola”) fica em casa cheia de ódio, sonhando com um futuro melhor e tendo encontros furtivos com o namorado Flem (Nicholas Hoult de “Lugares Escuros”). As coisas se complicam quando a ganância de Flem se descontrola e ele arruma um audacioso plano para tomar as terras de Ernest.

O que mais chama atenção positivamente na obra é a complexidade dos personagens, principalmente a dualidade de Ernest e Flem: apesar de ambos estarem em lados opostos, Ernest tem um lado obscuro muito forte e o diretor Jake Paltrow (“Sonhando Acordado”) acerta em cheio em apenas insinuar seu problema com a bebida e a tragédia que isso possivelmente causou à família e desencadeou sua quase desintegração. Por outro lado, Flem, mesmo com sua ambição desenfreada, parece visualizar seus atos como em prol de um bem coletivo maior, mesmo que isso forme um amontoado de mentiras, intrigas e violência. Tudo isso não diminui os demais personagens, os quais tem participação fundamental na trama.

Outra decisão acertada foi usar tecnologia de ponta de hoje existente para mostrar o que poderia ser a tecnologia ultrapassada desse futuro alternativo como o Big Dog da Boston Dynamics (do grupo do Google), drones e exoesqueletos capazes de movimentar pessoas tetraplégicas.

O filme foge do comercial quando agrega componentes dramáticos que se sobrepõem à simples ficção científica e é bastante perceptível na maneira em capítulos na qual a narrativa é dividida – num triângulo de amor e ódio – tal qual nos maneirismos de Paltrow, como constantemente começar suas cenas em planos fechados e ir gradualmente abrindo para revelar a extensão do que ele quer mostrar. Destaque para a brilhante fotografia de Giles Nuttgens (“Pelos Olhos de Maisie“), a qual parece dialogar com a própria trama.

Com um desfecho que consegue ser emblemático, “Os Mais Jovens” dá um forte contorno à transição da adolescência em adversidades além do normal com personagens muito bem elaborados e paisagens que remontam uma árida poesia com a narrativa.

Ficha Técnica

Elenco:
Michael Shannon
Nicholas Hoult
Elle Fanning
Kodi Smit-McPhee
Robert Hobbs
David Butler
Aimee Mullins
Christy Pankhurst
Alex McGregor
David Clatworthy
Liah O’Prey
Carel Nel
Andy McPhee

Direção:
Jake Paltrow

Produção:
Michael Auret
Tristan Lynch
Jake Paltrow

Fotografia:
Giles Nuttgens

Trilha Sonora:
Nathan Johnson

 

1 Comment

Leave us a comment

  • Guilherme
    on

    Boa crítica.
    O filme é massa.

Leave a Comment

↑ BACK TO THE TOP ↑