Paul – O Alien Fugitivo (“Paul”, EUA / Reino Unido, 2011)

Genre : ,

Greg Mottola, o cara que reinventou as comédias de adolescentes com “Superbad – É Hoje!” está de volta e traz a dupla mais quente das comédias britânicas Simon Pegg e Nick Frost que juntos já trouxeram os hilários “Todo Mundo Quase Morto” e “Chumbo Grosso”.

Eles são dois nerds viajando pelos EUA e visitando pontos turísticos que só nerds visitariam, como a Área 51. Até que esbarram em Paul, um alienígena que acaba de fugir. Dublado pela voz de Seth Rogen (50%) que faz uso da técnica de cpatura de movimento, Paul é sarcástico, mulherengo, politicamente incorreto, ou seja, é quase o ursinho de “Ted”, só que no formato de ET. O roteiro escrito a seis mãos pelos protagonistas, não inventam a roda, mas investem nas idéias que eles têm de melhor: a comédia maneirista com diálogos afiados de óbvia autoria de Pegg e Frost se junta às referências geeks, pops e oitentistas da mente insana de Rogen, além das gags físicas bem próprias dele, além de chamar seus amigos como Bill Hader (“MIB³ – Homens de Preto 3”), Jason Bateman (“Eu Queria Ter a Sua Vida”), entre outros para engraçadíssimas participações.

Mottola faz a sua parte como diretor, captando o melhor do humor improvisado que os atores têm pra oferecer e consegue coordenar muito bem as cenas de ação dando um ótimo gás nesse road movie cômico-aventureiro. Mesmo com excelentes efeitos especiais para uma comédia, os realizadores de “Paul – O Alien Fugitivo” entendem perfeitamente que estes só estão no filme para contar uma história. E esse entendimento da narrativa, junto com a ótima direção e produção requintada, fazem o diferencial e colocam o filme num patamar superior. Nada melhor do que boas e inteligentes risadas.
[rating:3.5]

Ficha Técnica

Elenco:
Simon Pegg
Nick Frost
Seth Rogen
Jason Bateman
Sigourney Weaver
Bill Hader
Kristen Wiig
John Carroll Lynch
Mia Stallard
Jeremy Owen
Jeffrey Tambor
Nelson Ascencio
Jane Lynch
David Koechner
Jesse Plemons
Joe Lo Truglio
Mark Sivertsen
Joe Berryman

Direção:
Greg Mottola

Produção:
Tim Bevan
Eric Fellner
Nira Park

Fotografia:
Lawrence Sher

Trilha Sonora:
David Arnold

 

1 Comment

Leave us a comment

  • Juan Marcos Rossi
    on

    Apesar de baixo orçamento e um E.T. clichê ao extremo, há boas atuações da dupla e moça sequestrada. Consegue, em seus limites, que são muitos, distrair por um tempo. Dá para o gasto a se passar quase duas horas sem sentir… Interessante a observação forçosa a respeito da evolução e dogmas religiosos, embora superficial. Nota 5…

Leave a Comment

↑ BACK TO THE TOP ↑