Quarentena 2 (“Quarantine 2: Terminal”, EUA, 2011)

Genre : ,

O primeiro “Quarentena” foi uma xerox americana quadro a quadro do ótimo terror espanhol “Rec”. O que não tira a qualidade do remake, apesar ter grau de originalidade zero. “Quarentena 2” já ganha muitos pontos por pegar um outro caminho completamente diferente de “Rec 2”, inclusive na sua técnica de filmagem que volta ser a tradicional (em terceira pessoa). Lógico que de nada valeria se história e demais aspectos deixassem a desejar. O que não acontece, mesmo sendo uma clara cria da burocrática Hollywood.

No mesmo momento em que acontece o bloqueio no prédio de visto na primeira parte, um vôo de médio porte deixa o aeroporto da cidade. De alguma forma o vírus chegou até lá fazendo mais um contágio. Com o primeiro doente, o avião aterrissa em outro aeroporto, sendo que a polícia já ciente, bloqueia o avião e o terminal onde os sobrevivente se encontram. Então eles devem fugir dos infectados ou matá-los, tentar achar uma saída e, de quebra, descobrir como o vírus foi parar no vôo.

Com um elenco desconhecido, o estreante diretor John Pogue consegue imergir o espectador numa atmosfera de tensão crescente com uma ótima combinação de edição ágil, fotografia claustrofóbica e trilha envolvente. Inclusive ele relembra seu antecessor numa ótima seqüência onde usa aquelas câmeras de infravermelho para ver no escuro.

E finalmente voltando ao roteiro, ele surpreende por constatar que a natureza do vírus é bem diferente da vista no original espanhol. Não que seja uma resposta melhor, mas é bom saber que não houve uma cópia descarada. “Quarentena 2” é uma pequena pérola do terror que os amantes do gênero não devem deixar no ostracismo da locadora. Ótimos sustos os esperam.
[rating:3.5]

Ficha Técnica

Elenco:
Mercedes Masöhn
Josh Cooke
Mattie Liptak
Ignacio Serricchio
Noree Victoria
Bre Blair
Lamar Stewart
George Back
Phillip DeVona
Julie Gribble
Erin Smith
Lynn Cole
Tom Thon

Direção:
John Pogue

Produção:
Sergio Aguero
Marc Bienstock
Doug Davison
Roy Lee

Fotografia:
Matthew Irving

 

2 Comments

Leave us a comment

  • Clayton
    on

    REC é uma excelente idéia aliada a uma competente execução, e QUARENTENA trata-se de um descaramento total. REC2 manteve o nível alto de sua primeira película e esperava-se novamente a cara-de-pau americana em QUARENTENA2, mas surpreendentemente mudou-se o local e a história o que somou mais um prisma dos mesmos fatos enriquecendo a obra e mostrando que há fôlego para muito mais. Ambientado novamente em locais cláustrofóbicos e trazendo toda a tensão de situações que tendem sempre a beirar o desastre, QUARENTENA2 flui de maneira crível, fato ainda mais exacerbado pelo elenco desconhecido, permitindo foco a obra e não nos artistas. Vale a locadora.

  • Fabrínio Gioffi
    on

    O climão de suspense e medo estão presentes neste filme com boas cenas de sangue, correria e uma protagonista (Mercedes Masöhn) que luta pra proteger a quem precisa. O final é meio ingrato (o que vc achou dele? e aquele gato maluco? será que haverá um terceiro?), mas ao contrário do primeiro, deixa mais esperança e convence. Daqui a 3 anos vai reinar no “Supercine”. Pra mim, são 3 estrelas!

    Parabéns, Aldo Alves, suas críticas são realmente excelentes! Quando diz que um filme é bom, ele é bom mesmo! Que você continue nos presenteando sempre com opiniões bem escritas!

Leave a Comment

↑ BACK TO THE TOP ↑