Star Wars: A Ascensão Skywalker (“Star Wars: Episode IX – The Rise of Skywalker”)

O derradeiro capítulo da saga intergaláctica mais importante de uma geração inteira vai dividir opiniões, porque tem tudo o que amamos na saga e tudo o que odiamos no cinema.

Apesar do trailer mencionar vagamente a presença do Imperador Palpatine, o filme já começa com ele aparecendo e cooptando Kylo Ren a encontrar e matar Rey que, por sua vez, está em treinamento Jedi com a Gerenal Leia (Carrie Fischer já falecida e reconstruída toda por computador). Tudo vai levar Rey, Finn e Poe a um confronto com Ren e Palpatine?

A produção é cheia de momentos “WOW” onde o espectador que acompanha a saga criada por George Lucas vai pular da cadeira, gritar e chorar. Personagens antigos aparecerão de surpresa, efeitos especiais de tirar o fôlego e ação ininterrupta pontuam a narrativa, além, é claro da imortal trilha sonora de John Williams que faz arrepiar os pelos de qualquer cristão. E pasmem: não há aquele tipo de personagem fofinho chato como o insuportável Jar Jar Binks ou os Ewoks ocupando muito espaço na tela. O máximo que se chega é um robozinho novo, mas fofo na medida certa.

Por outro lado, se há algo que incomoda é que o diretor J.J. Abrams – que volta à condução após “O Despertar da Força” – teve um TOC de não deixar nenhuma tomada durar mais que dez segundos. Chega a ser enjoativo ver uma série de cortes rápidos durante as quase 2 horas e meia de filme sem nenhuma pausa ou momento em que o espectador consiga absorver propriamente uma sequência.

Outro problema é que o roteiro ao responder algumas perguntas das partes antecessoras, acaba criando ainda mais perguntas sem resposta ou joga a informação de qualquer jeito: a origem de Ray finalmente é esclarecida, mas de verdade não dá pra entender tão bem assim. O mínimo de detalhamento era fundamental; Finn passa o filme inteiro tentando falar algo para Rey e isso é simplesmente esquecido no final; A própria relação entre Rey e Kylo Ren dá uma surtada que a gente fica sem entender, pois não houve nenhuma preparação ou desenvolvimento emocional dos personagens para que eles tomassem determinadas atitudes principalmente no final (se bem que o arco emocional de Kylo Ren foi mais tocante). isso sem contar que grandes promessas como Finn e Poe não passaram de meros coadjuvantes.

Finalmente fica difícil saber se é bom ou ruim (depende do espectador), o fato de que o filme literalmente copia vários conceitos de outros grandes sucessos: a batalha intergaláctica no final é quase análoga às batalhas da trilogia de “Senhor dos Anéis“; As falas dos personagens no clímax é quase uma xerox do desfecho de “Vingadores: Ultimato”. Juro que na minha mente eu estava esperando aparecer o Homem de Ferro e dizer “And I man… the Ironman!”.

A Ascenção Skywalker” não tinha como ser ruim, mas tinha como ser sensacional e perdeu essa oportunidade. Para um diretor como J.J. Abrams que revoluciona franquias, essa bateu na trave.

Curiosidades:

– C-3PO e R2D2 são os únicos personagens que aparecem em todos os 9 filmes da série no cinema.
– Na cena da festa no deserto, C-3PO diz que esse evento ocorre a cada 42 anos. 42 anos é o tempo entre o lançamento do primeiro Star Wars em 1977 até este último.
– Marca o retorno do personagem Lando Calrissian interpretado por Billy Dee Williams que agora detém o recorde do ator que passou a maior lacuna de tempo para interpretar o mesmo personagem: 36 anos.
– A medalha que Chewbacca recebe numa determinada cena é a mesma dada a Luke Skywalker e Han Solo pela Princesa Leia no primeiro Star Wars.
– A voz do robozinho D-O é a do próprio diretor J.J. Abrams.

Ficha Técnica

Elenco:
Carrie Fisher
Mark Hamill
Adam Driver
Daisy Ridley
John Boyega
Oscar Isaac
Anthony Daniels
Naomi Ackie
Domhnall Gleeson
Richard E. Grant
Lupita Nyong’o
Keri Russell
Joonas Suotamo
Kelly Marie Tran
Ian McDiarmid
Billy Dee Williams
Greg Grunberg
Shirley Henderson
Billie Lourd
Dominic Monaghan

Direção:
J.J. Abrams

Produção:
J.J. Abrams
Kathleen Kennedy
Michelle Rejwan

Fotografia:
Dan Mindel

Trilha Sonora:
John Williams

 

No Comments

Leave us a comment

No comment posted yet.

Leave a Comment

↑ BACK TO THE TOP ↑