Super 8 (EUA, 2011) ***NOS CINEMAS***

Super 8 cumpre suas missões. A primeira de ser uma homenagem declarada aos filmes de Steven Spielberg, como “Contatos Imediatos de Terceiro Grau” e “E.T., o Extra-terrestre”, o qual é inclusive o produtor deste projeto. Lógico que também é um apanhado de muitas produções de ficção da década de 80. A segunda e derradeira missão é a de entreter o público, a qual é cumprida sim, mas com ressalvas.

Situando a trama em 1979, um grupo de amigos pré-adolescentes (lembra muito os meninos de “Os Goonies” também produzido por Spielberg) tentam fazer um filme para uma competição na escola com uma velha câmera Super 8. Numa noite eles presenciam um misterioso descarrilamento de trem e dele sai uma criatura que vai aterrorizar a pequena cidade, bem como mobilizar o exército americano para evitar ao máximo uma operação super secreta. E quem poderá impedi-los? As crianças, é claro.

O filme tem raízes fortes na lógica ‘spielberguiana’ de mostrar laços familiares como base para a narrativa. É o que acontece aqui, se bem que o diretor J. J. Abrams (“Star Trek” e fã de Spielberg) carrega a mão até demais colocando certos dramas em momentos equivocados e quebrando o ritmo da ação.

Ele também pega um vício de outro filme em que foi produtor, “Cloverfield – Monstro” e procura fazer um suspense na maioria das vezes desnecessário em relação a tal criatura, o que chega a decepcionar no momento em que a vemos – mesmo com ótimos efeitos especiais – e também fica difícil engolir tamanha inteligência descrita num ser com aquela aparência.

Outro aspecto que é curiosamente mal explorado é a trilha sonora, sem qualquer tipo de carisma, composta por Michael Giacchino, responsável por trabalhos até decentes como “Capitão América”. E finalmente o desfecho que é justamente um anticlímax surtindo um efeito inverso ao desejado.

De pontos positivos, uma brilhante reconstituição de época, um elenco desconhecido afinado capitaneado pela revelação mirim crescidinha Elle Fanning (“A Menina no País das Maravilhas”) e as cenas de ação muito bem coreografadas. “Super 8” é garantia de diversão, mesmo tendo tantos defeitos. Destaque para as cenas no meio dos créditos finais com o curta feito pelos meninos. Esquecível, mas bonitinho.
[rating:3]

Ficha Técnica

Elenco:
Bruce Greenwood
Joel Courtney
Riley Griffiths
Elle Fanning
Ryan Lee
Gabriel Basso
Kyle Chandler
Noah Emmerich
Ron Eldard
Glynn Turman
Zach Mills

Direção:
J.J. Abrams

Produção:
J.J. Abrams
Steven Spielberg

Fotografia:
Larry Fong

Trilha Sonora:
Michael Giacchino

 

1 Comment

Leave us a comment

  • Karen
    on

    Concordo em muitos pontos. No meu post, também citei a mão pesada de JJ no drama e o suspense em exagero como falhas do filme. Realmente a trilha sonora ficou aquém.

Leave a Comment

↑ BACK TO THE TOP ↑