Tudo por Você (“My One and Only”, EUA, 2009)

Genre :

[youtube MPUYETIAxc0]

Renée Zellweger de “Caso 39” volta ao gênero ‘dramédia’ água com açúcar em 1953 como Ann Devereaux e pega seu marido boêmio (Kevin Bacon de “Frost / Nixon“) com outra na cama. Ela é uma péssima mãe, fútil, superficial (pra não dizer uma ‘loira burra’), mas mesmo assim pega seus dois filhos e parte de carro com o dinheiro que achou em casa numa jornada por várias cidades americanas, procurando entre seus antigos e novos namorados, alguém com quem ela possa casar e sustentar a família.

Baseado nas memórias do ator George Hamilton – retratado como um dos filhos de Ann – o filme tem um bom esmero na reconstituição de época, principalmente por mostrar os subúrbios americanos como contraponto às demais requintadas produções do gênero. Aliás, os quesitos técnicos estão bastante equilibrados, inclusive com a previsível, porém necessária trilha sonora de Mark Isham (“A Vida Secreta das Abelhas“). Aliás, a canção My One and Only que dá o título ao filme é muito bonita e consegue capturar a atmosfera do enredo.

Zellweger está apenas correta, mas cercada de tipos caricatos, inclusive com um Kevin Bacon com sotaque engraçado. Destaque para Mark Rendall (“Charlie, Um Grande Garoto“) que faz o filho gay de Ann, o qual funciona como alívio cômico, mas sem nunca denegrir ou parodiar a homossexualidade. Já o mesmo não se pode dizer de Logan Lerman (o famoso “Percy Jackson“), pois parece ter saído dos Backstreet Boys para entrar na escola de interpretação de Malhação. Passa sempre uma artificialidade e aquela sensação de que ele está representando que está representando.

Pena que a narrativa passe por situações repetitivas como as sucessivas tentativas frustradas de Ann, as quais não resultam numa evolução da trama e sequer faz com que a protagonista tenha alguma epifania ou algo do tipo. Seu crescente altruísmo já no terceiro ato não acontece de forma orgânica e muito menos há algum apelo de redenção, fora a última narrativa em off feita pelo próprio George.

Richard Loncraine de “Firewall – Segurança em Risco” fez um drama que até parece equilibrado, porém peca em detalhes que são essenciais, como narrativa (principalmente a forçada de barra no final) e atuações que, do contrário, fariam toda a diferença. Serve apenas a amantes da Sessão da Tarde ou admiradores de Renée Zellweger, se é que sua base de fãs está ainda com essa bola toda.

[rating:2.5]


Ficha Técnica

Elenco:
Renée Zellweger
Kevin Bacon
Logan Lerman
Mark Rendall
Chris Noth
Steven Weber
Nick Stahl
Eric McCormack
David Koechner
J.C. MacKenzie
Molly Quinn
Robin Weigert

Direção:
Richard Loncraine

Produção:
Norton Herrick
Ara Katz
Aaron Ryder

Fotografia:
Marco Pontecorvo

Trilha Sonora:
Mark Isham

 

No Comments

Leave us a comment

No comment posted yet.

Leave a Comment

↑ BACK TO THE TOP ↑