O melhor do Oscar 2015!

A Cerimônia

A 87ª edição do Oscar foi marcada pela introdução de Neil Patrick Haris como o apresentador. Ele foi dono de um dos mais carismáticos personagens de sitcons de comédia desta década, o Barney Stinson de How I Met Your Mother. Tinha tudo para dar certo. Não deu. Piadas sem graças (não é culpa dele), falta de timing cômico (surpreendentemente é culpa dele) e uma interação meio artificial com a platéia e com o espectador.

Ainda sim houve alguns momentos muito interessantes e cito-os aqui:

1. Ainda no tapete vermelho Melanie Griffith (agora uma espécie de Suzana Vieira de Hollywood) dizendo que ainda não viu o filme da filha Dakota Johnson “50 Tons de Cinza” pelo seu conteúdo impróprio.

87th Annual Academy Awards - Arrivals

2. As luvas de diarista da Lady Gaga.

10994973_799641633463920_1137915026_n

3. O inflamado discurso de Patricia Arquete sobre igualdade de salários para as mulheres pelo qual foi ovacionado especialmente pela diva Meryl Streep.

22fev2015---patricia-arquette-vencedora-do-oscar-de-melhor-atriz-coadjuvante-por-patricia-arquette-de-boyhood---da-infancia-a-juventude-discursa-sobre-igualdade-de-direitos-para-mulheres-1424660923037_956x500

4. Outro discurso, emocionante do roteirista de “Jogo da Imitação”, premiado pela adaptação sobre sua própria tentativa de suicídio.

premiacao-oscar-20150222-65-size-598

5. O mash up que Neil Patrick Harris fez de “Birdman” com “Whiplash”, talvez sua parte mais engraçada.

464172826_Neil-Patrick-Harris-4671

6. As palavras de Meryl Streep sobre quem nos deixou em 2014. Que força tem aquela mulher.

54ea829696099dfe56f8022c_oscars-2015-meryl-streep

7. John Legend e Common cantando Glory, tema de “Selma” que levou todo mundo às lágrimas como se tivessem escutando Pablo.

rtr4qozl

8. A Homenagem à Noviça Rebelde onde Lady Gaga mostra que é muito mais do que apenas luvas de diarista e o encontro com Julie Andrews.

lady-gaga-julie-andrews-oscars-sound-of-music-2015-billboard-650

9. Jared Leto contando a melhor piada da noite: ele disse que o Oscar de melhor atriz é composta por quatro indicadas e, segundo as leis da Califórnia, obrigatoriamente Maryl Streep.

22fev2015---jared-leto-apresenta-o-premio-de-melhor-atriz-coadjuvante-vencido-por-patricia-arquette-de-boyhood---da-infancia-a-juventude-1424660787140_956x500

Uma ironia: o querido Robert Bolaños, mais conhecido como Chaves ou Chapolin, não foi citado nem nas homenagens póstumas (ok, seu forte não foi o cinema). Entretanto, o ganhador da noite, de melhor filme e diretor é Alexandre Gonzalez Iñarritu, justamente um mexicano, conterrâneo de Bolaños.

Os prêmios:

“Birdman”, “Whiplash” e “O Grande Hotel Budapeste” foram os grandes vencedores da noite numa premiação com poucas surpresas e muito lobby.

Confira os premiados:

MELHOR FILME
Sniper Americano
Birdman ou a Inesperada Virtude da Ignorância
Boyhood: Da Infância à Juventude
O Grande Hotel Budapeste
O Jogo da Imitação
Selma: Uma Luta Pela Igualdade
A Teoria de Tudo
Whiplash – Em Busca da Perfeição

MELHOR ATOR
Michael Keaton – Birdman ou a Inesperada Virtude da Ignorância
Eddie Redmayne – A Teoria de Tudo
Benedict Cumberbatch – O Jogo da Imitação
Steve Carell – Foxcatcher – Uma História que Chocou o Mundo
Bradley Cooper – Sniper Americano

MELHOR ATRIZ
Felicity Jones – A Teoria de Tudo
Julianne Moore – Para Sempre Alice
Rosamund Pike – Garota Exemplar
Reese Witherspoon – Livre
Marion Cotillard – Dois Dias, Uma Noite

MELHOR ATOR COADJUVANTE
Robert Duvall – O Juiz
Ethan Hawke – Boyhood: Da Infância à Juventude
Edward Norton – Birdman ou a Inesperada Virtude da Ignorância
Mark Ruffalo – Foxcatcher – Uma História que Chocou o Mundo
J.K. Simmons – Whiplash – Em Busca da Perfeição

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE
Patricia Arquette – Boyhood: Da Infância à Juventude
Keira Knightley – O Jogo da Imitação
Emma Stone – Birdman ou a Inesperada Virtude da Ignorância
Meryl Streep – Caminhos da Floresta
Laura Dern – Livre

MELHOR DIRETOR
Wes Anderson – O Grande Hotel Budapeste
Alejandro González Iñárritu – Birdman ou a Inesperada Virtude da Ignorância
Richard Linklater – Boyhood: Da Infância à Juventude
Morten Tyldum – O Jogo da Imitação
Bennett Miller – Foxcatcher – Uma História que Chocou o Mundo

MELHOR ROTEIRO ORIGINAL
Dan Futterman e E. Max Frye – Foxcatcher – Uma História que Chocou o Mundo
Wes Anderson e Hugo Guinness – O Grande Hotel Budapeste
Dan Gilroy – O Abutre
Alejandro González Iñárritu, Nicolás Giacobone, Alexander Dinelaris, Armando Bo – Birdman ou a Inesperada Virtude da Ignorância
Richard Linklater – Boyhood: Da Infância à Juventude

MELHOR ROTEIRO ADAPTADO
Graham Moore – O Jogo da Imitação
Anthony McCarten – A Teoria de Tudo
Damien Chazelle – Whiplash – Em Busca da Perfeição
Paul Thomas Anderson – Vício Inerente
Jason Hall – Sniper Americano

MELHOR FILME EM LÍNGUA ESTRANGEIRA
Ida (Polônia)
Leviatã (Rússia)
Tangerines (Estônia)
Timbuktu (Mauritânia)
Relatos Selvagens (Argentina)

MELHOR DOCUMENTÁRIO
Citizenfour
A Fotografia Oculta de Vivian Maier
Virunga
Last Days in Vietnam
O Sal da Terra

MELHOR ANIMAÇÃO
Operação Big Hero
Os Boxtrolls
Como Treinar o Seu Dragão 2
O Conto da Princesa Kaguya
Song of the Sea

MELHOR CURTA DE ANIMAÇÃO
The Bigger Picture
The Dam Keeper
Feast
Me and My Moulton
A Single Life

MELHOR FOTOGRAFIA
Emmanuel Lubezki – Birdman ou a Inesperada Virtude da Ignorância
Robert D. Yeoman – O Grande Hotel Budapeste
Dick Pope – Mr. Turner
Ryszard Lenczewski e ?ukasz ?al – Ida
Roger Deakins – Invencível

MELHOR MONTAGEM
Joel Cox e Gary Roach – Sniper Americano
Tom Cross – Whiplash – Em Busca da Perfeição
Sandra Adair – Boyhood: Da Infância à Juventude
Barney Pilling – O Grande Hotel Budapeste
William Goldenberg – O Jogo da Imitação

MELHOR TRILHA SONORA ORIGINAL
Alexandre Desplat – O Grande Hotel Budapeste
Alexandre Desplat – O Jogo da Imitação
Johann Johannsson – A Teoria de Tudo
Hans Zimmer – Interestelar
Gary Yershon – Mr. Turner

MELHOR CANÇÃO ORIGINAL
“Grateful”, de The-Dream – Além das Luzes
“Glory”, de John Legend e Common – Selma: Uma Luta Pela Igualdade
“Everything Is Awesome”, de Shawn Patterson, Joshua Bartholomew, Lisa Harriton e The Lonely Island – Uma Aventura LEGO
“I’m Not Gonna Miss You”, de Glen Campbell – Glen Campbell: I’ll Be Me
“Lost Stars”, de Gregg Alexander, Danielle Brisebois, Nick Lashley e Nick Southwood – Mesmo Se Nada Der Certo

MELHORES EFEITOS VISUAIS
Joe Letteri, Dan Lemmon, Daniel Barrett e Erik Winquist – Planeta dos Macacos: O Confronto
Stephane Ceretti, Nicolas Aithadi, Jonathan Fawkner e Paul Corbould – Guardiões da Galáxia
Richard Stammers, Lou Pecora, Tim Crosbie e Cameron Waldbauer – X-Men: Dias de um Futuro Esquecido
Paul Franklin, Andrew Lockley, Ian Hunter e Scott Fisher – Interestelar
Dan DeLeeuw, Russell Earl, Bryan Grill e Dan Sudick – Capitão América 2: O Soldado Invernal

MELHOR FIGURINO
Milena Canonero – O Grande Hotel Budapeste
Colleen Atwood – Caminhos da Floresta
Jacqueline Durran – Mr. Turner
Anna B. Sheppard – Malévola
Mark Bridges – Vício Inerente

MELHOR MAQUIAGEM E PENTEADO
Elizabeth Yianni-Georgiou e David White – Guardiões da Galáxia
Frances Hannon e Mark Coulier – O Grande Hotel Budapeste
Bill Corso e Dennis Liddiard – Foxcatcher – Uma História que Chocou o Mundo

MELHOR DESIGN DE PRODUÇÃO
Adam Stockhausen e Anna Pinnock – O Grande Hotel Budapeste
Maria Djurkovic e Tatiana Macdonald – O Jogo da Imitação
Nathan Crowley e Gary Fettis – Interestelar
Dennis Gassner e Anna Pinnock – Caminhos da Floresta
Suzie Davies e Charlotte Watts – Mr. Turner

MELHOR MIXAGEM DE SOM
John Reitz, Gregg Rudloff e Walt Martin – Sniper Americano
Jon Taylor, Frank A. Montaño e Thomas Varga – Birdman ou a Inesperada Virtude da Ignorância
Gary A. Rizzo, Gregg Landaker e Mark Weingarten – Interestelar
Craig Mann, Ben Wilkins e Thomas Curley – Whiplash – Em Busca da Perfeição
Jon Taylor, Frank A. Montaño e David Lee – Invencível

MELHOR EDIÇÃO DE EFEITOS SONOROS
Brent Burge e Jason Canovas – O Hobbit: A Batalha dos Cinco Exércitos
Alan Robert Murray e Bub Asman – Sniper Americano
Martín Hernández e Aaron Glascock – Birdman ou a Inesperada Virtude da Ignorância
Richard King – Interestelar
Becky Sullivan e Andrew DeCristofaro – Invencível

MELHOR CURTA-METRAGEM
Aya
Boogaloo and Graham
Butter Lamp
Parvaneh
The Phone Call

MELHOR DOCUMENTÁRIO DE CURTA-METRAGEM
Crisis Hotline: Veterans Press 1
Joanna
Our Curse
White Earth
The Reaper

E o que acharam? Comentem aqui!

No Comments

Leave us a comment

No comment posted yet.

Leave a Comment

↑ BACK TO THE TOP ↑