72 Horas (“The Next Three Days”, EUA, 2010) ***NOS CINEMAS***

Genre : , ,

Russel Crowe (“Robin Hood“) é John, um professor universitário que leva um vida perfeita em família quando de súbito, sua esposa Lara (Elizabeth Banks de “O Mistério das Duas Irmãs“) é presa, acusada do brutal assassinato de sua chefe. Sem conseguir libertá-la através da justiça e convicto de sua inocência, John tentará salvá-la através de um arriscado plano.

Baseado no filme francês “Pour Elle” de 2008, a produção se concentra em três aspectos principais: o protagonista como um homem comum e desesperado que deve elaborar um plano para libertar sua esposa. Algo que só experts poderiam fazer; A execução do plano em si e as reviravoltas pontuadas pelo roteiro e direção; E, é claro, a questão se Lara é mesmo inocente do crime.

Quanto ao primeiro aspecto, Crowe se sai surpreendentemente bem, atuando de forma tridimensional, como alguém que ao mesmo tempo está encurralado pelo tempo, tem que conciliar a criação do filho e o amor pela mulher presa. Sua inaptidão inicial para algo tão arriscado é mostrado com pleno êxito e ainda se torna mais singular ao ser confrontado com o personagem de Liam Neeson (“Esquadrão Classe A“), um especialista em fugas.

Já na parte da execução do plano, todas as surpresas preparadas pelo diretor e roteirista Paul Haggis (cujo filme “Crash – No Limite“, venceu o Oscar) funcionam para o espectador médio, mas frustra os mais atentos, pois se utiliza de subterfúgios técnicos como enquadramentos (a cena da passagem pela posto da polícia) ou edições manipuladoras (perseguição dentro do aeroporto) para ludibriar o espectador. Entretanto, outras reviravoltas do roteiro, como a da cena do saco de lixo, exibem – aí sim – uma sofisticação digna de um ótimo suspense.

Sobre a inocência de Lara, seu desfecho chega a ser interessante sem necessariamente surpreender. Com poucos mais eficientes efeitos especiais, ótimas atuações, principalmente do casal central (sim, Banks está ótima), quem ficou sobrando foi Olivia Wilde (“Ano Um“) cujo papel teve muito destaque para quase nenhum objetivo. Mesmo assim, “72 Horas” faz Crowe voltar em ótima forma depois de uma temporada de filmes no máximo razoáveis. Recomendado!

[rating:3.5]


Ficha Técnica

Elenco:
Russell Crowe
Elizabeth Banks
Liam Neeson
Brian Dennehy
Olivia Wilde
Lennie James
Aisha Hinds
Daniel Stern
RZA

Direção:
Paul Haggis

Produção:
Paul Haggis
Olivier Delbosc
Marc Missonnier
Michael Nozik

Fotografia:
Stephane Fontaine

Trilha Sonora:
Danny Elfman

 

2 Comments

Leave us a comment

  • DanielBz
    on

    Bom filme… Alias por incrivel que pareça desde Saw a produtora de Filmes Lion´s Gates tem feito filmes de boa a excelente qualidade. Espero que eles continuem buscando roteiros e filmes interessantes como tem feito ultimamente.

  • Juliano
    on

    Gostei muito! É o tipo de filme que não me interessaria ao ver o nome e a sinopse, mas depois de ler a crítica me interessei (algo comum para mim à algum tempo já).
    Talvez eu estivesse com muito sono, o começo (acho que quase metade do filme) foi dificil e demorado para passar, mas depois, minha nossa me prendeu com uma tensão incrível!
    Tirando o fato de que o policial me aparentou ter poderes sobrenaturais (não quero comentar com mais detalhes para não estragar), o filme não parece forçado, o que me fez identificar com os personagens e histórias.
    Com pouca criatividade e copiando o grande Aldo: “recomendado!”

Leave a Comment

↑ BACK TO THE TOP ↑