A Crônica Francesa (“The French Dispatch”)

Às vezes não é a história, mas como você a conta.

O diretor Wes Anderson do sensacional “O Grande Hotel Budapeste” escreve aqui uma carta de amor ao jornalismo. Ele reuniu como nunca um panteão de atores que vai muito além da sua costumeira claque (Bill Murray, Willem Dafoe, Owen Wilson, Edward Norton, Jason Schwartzman) para falar sobre um jornal fictício numa cidade fictícia chamada Ennui (Tédio em francês) onde a última edição é feita logo após a morte do dono (Bill Murray de “Caça-Fantasmas”). Então o espectador tem a experiência de como os artigos e histórias dessa última edição seriam contadas pelo jornal, só que através da tela de cinema.

Anderson utiliza os recursos de sempre para obter diferentes e singelos resultados, desde as movimentações laterais e frontais da câmera, a variação entre o preto e branco e o colorido sempre que o enredo as invoca, e até mesmo sequencias de animação que, além de estarem compreendidas num mundo editorial, também são mais baratas a que se propõe do que filmar em live action.

Mas o que importa mesmo é essa técnica combinada a uma contida, mas apaixonante trilha do premiado Alexandre Desplat (“O Céu da Meia Noite”), junto com a atuação impecável e cheia de improvisos do elenco.

Se de aperitivo, temos Owen Wilson (“Bliss: Em Busca da Felicidade”) brincando com a página de turismo num texto poético, logo depois temos uma história mais profunda do presidiário e artista Moses (Benicio Del Toro de “Um Dia Perfeito”) com sua paixão platônica pela oficial (Léa Seydoux de “Sem Tempo Para Morrer“, apaixonante) e sua arte explorada; a cobertura de uma revolução estudantil liderada por Zeffirelli (Timothée Chalamet de “Não Olhe Para Cima”) escrita com muito bom humor pela jornalista interpretada por Frances McDormand de “Nomadland”, na qual questiona a neutralidade jornalística; e finalmente um artigo culinário que vira quase uma página policial descrito por Roebuck Wright (Jeffrey Wright também de “Sem Tempo Para Morrer”). E depois de cada história, a figura de Murray como o dono Arthur com engraçados insights daquele jeito sério, sarcástico e ácido que o ator tem de fazer humor.

Há um desfecho emblemático sobre coletividade, ótimas ilustrações e todo o universo criado por Anderson para dar vida à estranha cidade francesa.

A Crônica Francesa” é um show de técnica e atuações onde diálogos inteligentes, afiados e teatrais conseguem compor histórias que tem conteúdo, mas independem deste, pois é um bom jornalista que sabe fazer uma boa história.

Curiosidades:

– As ilustrações de capas fictícias da Crônica Francesa nos créditos finais foram feitas pelo artista espanhol Javi Aznarez e inspiradas nas antigas capas do jornal “The New Yorker”.
– Os cachorros desenhados na animação tem a mesma estrutura no filme anterior de Anderson, “Ilha dos Cachorros” e foi feito pela mesma artista de animação Gwenn Germain.
– O personagem que é o chef Nescafier foi inspirado na marca de produtos Nescafé, conhecida no Brasil principalmente e obviamente pelo seu café.

Ficha Técnica

Elenco:
Benicio Del Toro
Adrien Brody
Tilda Swinton
Léa Seydoux
Frances McDormand
Timothée Chalamet
Lyna Khoudri
Jeffrey Wright
Mathieu Amalric
Steve Park
Bill Murray
Owen Wilson
Bob Balaban
Henry Winkler
Lois Smith
Tony Revolori
Denis Ménochet
Larry Pine
Morgane Polanski
Mohamed Belhadjine
Nicolas Avinée
Christoph Waltz
Cécile de France
Guillaume Gallienne
Rupert Friend
Alex Lawther
Tom Hudson
Liev Schreiber
Willem Dafoe
Edward Norton
Saoirse Ronan
Winsen Ait Hellal
Mauricette Coudivat
Damien Bonnard
Rodolphe Pauly
Antonia Desplat
Elisabeth Moss
Jason Schwartzman
Fisher Stevens
Griffin Dunne
Anjelica Huston

Direção:
Wes Anderson

Produção:
Wes Anderson
Jeremy Dawson
Steven Rales

Fotografia:
Robert D. Yeoman

Trilha Sonora:
Alexandre Desplat

 

No Comments

Leave us a comment

No comment posted yet.

Leave a Comment

↑ BACK TO THE TOP ↑