A Missy Errada (“The Wrong Missy”)

Adam Sandler traz toda sua turma de volta numa daquela de suas comédias malucas, bonitinha, mas ordinária (não necessariamente ruim). Só que dessa vez ele entra com a sua produtora, a Happy Madison Productions que assinou um contrato de seis filmes para a Netflix, o qual até já está terminando (esse é o penúltimo, salvo engano).

David Spade de “Zerando a Vida” é Tim, executivo que tem um encontro desastre com uma maluca chamada Missy (Lauren Lapkus de “Noite de Abertura”). Meses depois ele conhece no aeroporto uma mulher linda e inteligente também chamada Missy. Disposto a conquista-la, ele a convida para um fim de semana num resort por conta de um encontro de executivos de sua empresa. Detalhe: ele chama a primeira Missy e o caos toma conta.

Sem dúvida a primeira parte é a melhor, pois estabelece a dinâmica dos personagens com os absurdos de um besteirol sem perder a coerência. Spade está engraçado em sua persona de certinho deslocado e os coadjuvantes estão todos em sintonia com a participação de boa parte dos amigos de Sandler (até a família faz ponta).

Só que esse tipo de comédia romântica sempre obedece á tríade 1) eles se odeiam 2) eles mudam 3) eles se gostam… e é nessa mudança que a dinâmica se perde, pois Missy fica “menos louca” bruscamente, sem ter uma transição natural o que prejudique a narrativa, mesmo que mantenha boa parte da graça e humor do roteiro. É nessa hora que os coadjuvantes entram para salvar a pátria e fazem o favor de ofuscar a dupla de protagonistas.

A Missy Errada” vale mais pelos absurdos do que pela coerência, mostrando uma boa, mas esquecível opção da Netflix. Engraçado com aquele senso de humor que os fãs do Adam Sandler adoram.

Curiosidades:

– As meninas com quem Missy discute na entrada do resort são as duas filhas de Adam Sandler, Sadie e Sunny. A esposa de Sandler também atua no filme como a antagonista de Tim.
– A antagonista de Tim, chama ele e o gerente de RH da empresa de Siegfried & Doy, uma piada sobre Siegfried & Roy dupla mágica famosíssima nos EUA que tem sua base em Las Vegas. Pouco antes do lançamento do filme na Netflix, o Roy veio a falecer de COVID-19.
– Na cena de sexo no filme, a música que toca é cantada pela filha de Rob Schneider (grande amigo de Adam Sandler), Ellen King. Rob Schneider de “Os 6 Ridículos” também participa do filme como o hilário guia dos tubarões.

Ficha Técnica

Elenco:
David Spade
Lauren Lapkus
Nick Swardson
Geoff Pierson
Jackie Sandler
Molly Sims
Rob Schneider
Sarah Chalke
Chris Witaske
John Farley
Joe Anoa’i
Jonathan Loughran
Jared Sandler
Chris Titone

Direção:
Tyler Spindel

Produção:
Allen Covert
Kevin Grady
Judit Maull
Adam Sandler

Fotografia:
Theo van de Sande

Trilha Sonora:
Mateo Messina

 

No Comments

Leave us a comment

No comment posted yet.

Leave a Comment

↑ BACK TO THE TOP ↑