Animais (“Animals”, EUA, 2008)

Genre :

[youtube dg0wHFQt_qg]

O eterno ator de filmes B Marc Blucas (“Deadline“) interpreta Jarret, um ex-jogador de futebol americano que num acidente viu seus sonhos irem por água abaixo. Virou um empregado incompetente de um emprego que odeia na sua cidade Natal. A atriz de TV Nicki Aycox é Jane, uma lobisomen (ou lobismulher, como queiram) que por um motivo ridículo que só o roteirista medíocre pode escrever, foge de seu parceiro, o “lobisomem cabra macho sim senhor” Vic (Naveen Andrews de “Valente“).

Ela chega nessa cidade, conhece Jarret e ambos protagonizam cenas de sexo pra Corujão nenhum botar defeito. Nesse ponto “Animais” vai ser a grande pedida dos pré-adolescentes que não podem alugar filmes pornôs ou têm medo de baixar na Internet. E tome sexo… quase ¼ do filme. É lógico que o ápice será o encontro dos três, mas até lá algumas cenas absurdas e lógicas pífias permeiam a trama.

Bem, até aí, eles são uma espécie de lobisomens, mas quando chega a hora da transformação, os efeitos especiais são de fazer rir. Parecem personagem do vídeo game Mega Drive (sim, aquele dos anos 90), sendo que dá pra ver que são digitais e com péssima resolução. O que presta é a maquiagem, a qual, não canso de dizer, atualmente é tão fácil e tão realista que qualquer filme, por pior que seja consegue um bom resultado.

Animais” é um terror bobo e dispensável que se torna apelativo por conta das referências sexuais e apenas deve captar que está a fim só disso.

[rating:1]


Ficha Técnica

Elenco:
Marc Blucas
Naveen Andrews
Nicki Aycox
Eva Amurri
Andy Comeau
Bart Johnson
Gillian Shure
Mark Elias

Direção:
Douglas Aarniokoski

Produção:
Bill Borden
Barry Rosenbush

Fotografia:
Matthew Williams

Trilha Sonora:
Alan Brewer

 

1 Comment

Leave us a comment

  • NosferatuBR
    on

    Aldo,

    Ao ver a sua classificação do filme (uma estrela de cinco possiveis) já pensava “obrigado, me salvou de assistir este”…

    Porém, digamos que ainda tenho uma alma de pré-adolescente rsrs…

    Gostei da citação do Mega Drive, ri bastante.

    Abraços,
    Juliano.

Leave a Comment

↑ BACK TO THE TOP ↑