Austrália (EUA, 2008) ***NOS CINEMAS***

Genre :

[youtube 8i7IDXBC-Oo]

Um aviso importante antes de assistir ao filme: o diretor Baz Luhrmann é o mesmo de vídeo-clipes e musicais como “Romeu + Julieta” e “Moulin Rouge“. Seus musicais (como a grande maioria), por serem desse gênero, apresentam tramas e estilos um tanto surreais, o que é lógico, já que no mundo real não se pode contar com coreografias e músicas, certo? O ponto é que “Austrália” apresenta essa atmosfera surreal que Luhrmann está tão acostumado. É como um musical sem música. Então pra quem espera ver um drama épico pé no chão vai se decepcionar amargamente. Agora, mesmo quem já estiver preparado por essa ou outras resenhas também vai sofrer um pouquinho.

Feito para ser um “…E O Vento Levou” australiano (até o ano em que se passa é o mesmo – 1939), a história nos apresenta a aristocrata sra. Astley – Nicole Kidman, que repete a parceria com Baz Luhrmann de “Moulin Rouge” e cada vez menos um bom sinal – que vai para a Austrália trazer seu marido de volta e o encontra morto com sua fazenda quase a mercê de um empresário mal caráter do local. Para sobrepujá-lo num carregamento de bois, contrata o bronco Capataz – Hugh Jackman em uma versão light de Wolverine. É lógico que daí vai sair a história de amor clichê que todos já conhecem.

Apesar do início bem humorado na primeira meia hora, a partir do momento em que a seriedade toma conta da narrativa “Austrália“, em seu jeito teatral de ser, vai se tornando cada vez mais previsível. E previsível em tudo mesmo, desde o roteiro com as mortes anunciadas, sacrifícios desnecessários, músicas tocadas em gaita escutadas a milhas de distância, absurdas coincidências (principalmente envolvendo “O Mágico de Oz“) até enquadramentos óbvios, os quais, como já disse antes, se aproximam de um musical. A platéia sempre está 10 minutos a frente, pelo menos.

De toda forma, o filme é até mastigável – isso para uma produção de quase três horas – já que o espectador não sente tanto o tempo passar com o diretor jogando várias coisas na tela. Mas ainda deixa muito a desejar para qualquer público, o qual deve sair da sala de cinema com um gosto amargo na boca.

[rating:2.5]


Ficha Técnica

Elenco:
Nicole Kidman
Hugh Jackman
Ray Barrett
Bryan Brown
Tony Barry
Essie Davis
Arthur Dignam
Sandy Gore
David Gulpilil
Jamie Gulpilil
Jacek Koman
Ben Mendelsohn
David Ngoombujarra
David Wenham
Brandon Walters

Direção:
Baz Luhrmann

Produção:
G. Mac Brown
Catherine Knapman
Baz Luhrmann

Fotografia:
Mandy Walker

Trilha Sonora:
David Hirschfelder

 

1 Comment

Leave us a comment

  • Gabriel Monteiro
    on

    Fiz uma matéria em meu blog sobre o filme Moulin Rouge. O filme é tão bom quanto esse, ou ainda melhor.

Leave a Comment

↑ BACK TO THE TOP ↑