Brega S/A (Brasil, 2009)

Genre :

[youtube _QKMX9OUj2I]

Você conhece o brega? E o tecnobrega? Você sabia que esses ritmos motivaram um modelo de negócios inédito no mundo da indústria fonográfica? Se você não é do Pará e nunca quis saber o que se passa por lá, provavelmente não.

Os paraenses Vladimir Cunha e Gustavo Godinho mostram em pouco mais de 60 minutos a origem do ritmo, como ele se popularizou com o advento da tecnologia e internet e como esse negócio movimenta e gera receita para todos os atores (e estamos falando aqui das classes D e E).

Como o documentário é feito basicamente com cenas e depoimentos de terceiros, todos parte do esquema o qual envolve o brega (e alguns contra), o conteúdo somente é explicado por esses com uma profundidade irregular onde determinados aspectos falam mais alto que outros. Por exemplo, enquanto a minúcia do amadorismo que tange o brega é mostrada no detalhe, perfazendo-se de mitos descartáveis, mas não menos subversivos como o DJ Dinho ou o DJ Maluquinho, o lado do modelo de distribuição via camelôs que ganha espaço em cima da música pirata que os próprios vendiam e toda a raiz sócio-econômica que levou a essas profundas transformações, aliada a uma condição regional peculiar é mostrado com certa superficialidade.

O que é lógico já que essa condição inédita para os personagens que compõe o cenário se montou de maneira orgânica sem nenhum planejamento, sendo que praticamente não há intervenção dos realizadores, muito menos narração em off. No máximo algum texto em poucos momentos para situar o espectador de fora do Pará. Além disso, o tempo é curto e, como o próprio Vladimir disse em entrevista ao Cinecríticas, só com o tema do negócio do tecnobrega em si, já dava pra fazer outro filme.

Destaque para a participação do arquiteto Paulo Cal, que funciona como contraponto do que é mostrado em Brega S/A. Sua participação é tão marcante que, dentro do contexto, alguém mais cínico poderia dizer que ele assume um papel de vilão caricato, sendo talvez o personagem mais engraçado do documentário, justamente por sua seriedade. Mesmo assim coloca pontos relevantes para essa cultura emergente.

Com um final brusco, passa aquela sensação de que ainda faltou muito a mostrar. E faltou. Mas 60 minutos é pouco para mostrar uma realidade que remonta de décadas.

[rating:3.5]

Você quer baixar Brega S/A e outras produções da Greenvision? É só ir no site! Tudo de graça!


Ficha Técnica

Direção:
Vladimir Cunha
Gustavo Godinho

Produção:
Teo Mesquita
Priscilla Brasil

Fotografia:
Gustavo Godinho

 

2 Comments

Leave us a comment

  • Curare
    on

    Vou ver se pego pra assistir no domingo, aqui em casa, depois do churrasco na laje é claro!

  • saullo
    on

    so uma pergunta, aldo. vc é paraense?

Leave a Comment

↑ BACK TO THE TOP ↑