Cabana do Inferno 2 (“Cabin Fever 2: Spring Fever”, EUA, 2008)

Genre : , ,

Em 2002 o primeiro “Cabana do Inferno” do ainda novato diretor Eli Roth (mais tarde despontando ao estrelato com “O Albergue“) movimentou bastante a cena independente do terror internacional com a história de um grupo de jovens que iam passar um fim de semana numa cabana isolada e foram infectados por um vírus que os fazia entrar em decomposição. Apesar de mostrar com eficiência o horror gráfico e a deterioração de relacionamento entre os amigos de forma bastante tensa, perde a mão no fim por deixar de se levar a sério.

Seis anos depois sua continuação toma um decisão, de certa forma, acertada: é totalmente trash. E por isso, leia-se sair do terror e entrar no terrir. Começando exatamente de onde o primeiro parou, a produção mostra, via uma tosca e inusitada animação, como o rio contaminado se espalhou pela cidadezinha próxima através da companhia de abastecimento de água, o que já dá o tom da narrativa. Daí vemos personagens pra lá de caricatos no que vai culminar naqueles bailes de formaturas americanos onde o desastre será total.

O politicamente incorreto misturado com o puro gore chega a ser delicioso, desde um ônibus despedaçando um coitado, passando por um sexo oral quase explícito, até uma improvável cena de sexo na piscina entre um jovem e uma obesa mórbida que vai se desfazendo aos poucos com o vírus.

Mas é claro que como a maioria dos filmes desse calibre, seu roteiro é amarrado com fios de barbante e se solta inevitavelmente na hora de contar história de verdade. Então “Cabana do Inferno 2” acaba sendo uma sucessão de piadinhas de mal gosto envolvendo o vírus e que, por sorte, só tem 86 minutos, acabando praticamente da forma que começou. Sem muito sentido. Só para fãs frenéticos do gênero.

[rating:2]


Ficha Técnica

Elenco:
Noah Segan
Rusty Kelley
Alexi Wasser
Marc Senter
Giuseppe Andrews
Rider Strong
Mark Borchardt
Judah Friedlander
Michael Bowen

Direção:
Ti West

Produção:
Patrick Durham
Lauren Moews
John Sachar
Lauren Vilchik

Fotografia:
Eliot Rockett

Trilha Sonora:
Ryan Shore

 

2 Comments

Leave us a comment

  • saullo
    on

    uma grande merda esse filme, isso sim.

    cara…as piadas sao sem graça, as mortes sao sem graça, poucas sao realmente “gore”, geralmente so ficam vomitando sangue, na verdade…a unica cena legal, na minha opiniao, foi o braço do cara sendo serrado.

    bom…resumindo…nao vale a pena ver essa merda.

    destaque pra cena da unha podre saindo do dedo do cara…mermao…comé q sua unha sai do nada, em meio a um monte de pus e vc nem liga, e faz pior, passa cola…. taqueopariu ¬¬

  • tatiany
    on

    o filme é muito legal diferente,acontece q tudo q as pessoas fazem nada ta bom para os outros queria ver sevc ao menos faria um filme ruin assim como vc diz se n gostou guarda pra vc n critique as idéias dos outros.EU ADOREI ESSE FILME.MOSTRA O QUANTO OS HOMENS SÃO IDIOTAS E OS Q MAIS CONTRIBUEM PARA ESPALHAR DOENÇAS

Leave a Comment

↑ BACK TO THE TOP ↑