Capitalismo – Uma História de Amor (“Capitalism: A Love Story”, EUA, 2009)

Genre : ,

Michael Moore sempre foi bom em pegar temas polêmicos e jogar seu humor ácido, manipulação e sensacionalismo meio que barato que já resultou no premiado “Tiros em Columbine” até o seu penúltimo trabalho e ainda ótimo “SOS Saúde“. Só que dessa vez ele não parece ter escolhido bem o seu tema. Provavelmente ávido por qualquer coisa que pudesse ser usado como torta pra jogar na cara do governo americano, ele pegou justo o capitalismo, a engrenagem que move a economia mundial e base quase religiosa dos EUA com sua Wall Street.

A linha narrativa chega a ser interessante, mas aqui ele comete diversos erros inéditos que prejudica o resultado. O tema em si, já é um erro, já que não há modelos de macro economia ideais comprovadamente. Ele dá exemplos vindos de pequenas empresas onde os trabalhadores são acionistas, mas seria ridícula uma comparação com um país. Muito menos, ele consegue desbaratar o capitalismo – o que seria seu objetivo – mas ir pra direção contrária, mostrando que o maior vilão de qualquer modelo de negócios é o próprio ser humano que cria mecanismos manipuladores para que os mais ricos tirem dinheiro dos mais pobres, atingindo principalmente a classe média trabalhadora. Mas o ser humano é um problema em qualquer modelo econômico.

Pra piorar Moore toma uma patética atitude de envolver religião no meio e gasta uma boa parte do tempo em algo sem graça só pra ter um contraponto em relação a algumas declarações que comparam Wall Street a um templo religioso.

Talvez o maior destaque seja quando ele fala dos acontecimentos em Flint, sua cidade natal. Nota-se um grande pesar nos momentos em que ele mostra sua cidade destruída pelos bancos. Em contrapartida a hilária música sobre Cleveland e sua narração em off cheia de sarcasmo conseguem o feito de uma genuína comédia.

Entre qualidades e defeitos, verifica-se claramente que Michael Moore perdeu um pouco a mão no ímpeto de se manter sob os holofotes. Nesse caminho, ele, que já provocou temor nos políticos americanos, está pra virar motivo de chacota. Mais um pouco vira um novo CQC.

[rating:2.5]


Ficha Técnica

Elenco:
Michael Moore

Direção:
Michael Moore

Produção:
Anne Moore
Michael Moore

Fotografia:
Daniel Marracino
Jayme Roy

Trilha Sonora:
Jeff Gibbs

 

1 Comment

Leave us a comment

  • Juliano
    on

    Já faz um tempo que assisti, e não me recordo bem para usar de argumentos sobre o filme, mas me lembro que gostei muito de mais este filme do Michael Moore.

    Assim como qualquer (ao menos a maioria, ou os que assisti até hoje) documentário sobre meio ambiente (aquecimento global, poluição), é falado sobre o problema (neste caso, o capitalismo) sem apontar uma solução definitiva, o que me deixa com um certo sentimento de frustração.

    Para mim, este é um documentário tão bom quanto qualquer outro do Michael Moore. Tenho sempre a impressão de que somos acostumados a ver as coisas de um jeito (socialismo e comunismo são coisas horríveis, capitalismo é que é bom, democracia…), e ele sempre mostra algo surpreendente, que sempre me deixa pensativo sobre o que é verdadeiro.

Leave a Comment

↑ BACK TO THE TOP ↑