Duna (“Dune”)

Duna” foi uma série de 5 livros publicados de 1969 a 1985 por Frank Herbert e depois continuado por seu filho por mais 11 livros até 2014. O original foi o livro de ficção científica mais vendido e inspirou muitas outras histórias como “Star Wars” em conceitos como “o escolhido” ou “império galáctico” o fato de se usarem armas e costumes medievais tendo tecnologias avançadíssimas, entre outros.

O universo é gigante com uma miríade de personagens, tramas e culturas. Se formos colocar a sinopse de forma resumida, é assim: a Casa Atreides (entenda “casa” da mesma forma que em “Game of Thrones”) foi chamada para ocupar o planeta Arrakis, rico em especiarias e povoado pelos relutantes Fremen, o qual antes era dominado pela Casa Karkonnen, tudo endossado pelo Imperador Galáctico. Só que isso não passa de uma trama do próprio Imperador para destruir a Casa Artreides (por inveja) usando dos próprios Karkonnen.

Em paralelo há toda uma trama de ocultismo e magia (lembra da Força de “Star Wars”?) em que o Paul Artreides (Timothée Chalamet de “O Rei”), filho do Duke de Artreides (Oscar Isaac de “Operação Fronteira”) pode ser o tal escolhido para liderar o universo conhecido contra a tirania do imperador.

Se você achou complicado de absorver, o diretor Denis Villeneuve de “Blade Runner 2049” não tornou nem um pouco mais fácil. Ele faz uma belíssima abordagem artística da trama e mergulha nos elementos de ocultismo como os sonhos de Paul e esse caminho para o escolhido. O problema é que isso frequentemente – e por ser repetitivo – quebra a narrativa e a ação, ou melhor, a história corrente se dispersa a ponto de não ser prontamente absorvida e ainda ter sei ritmo oscilante nos 155 minutos que se seguem. Tanto que quase não se percebe qual o clímax da produção que deve ser dividida em duas partes, as quais cobrirão apenas o primeiro livro.

A primeira parte cobre apenas até quase a metade do livro. Para se ter uma idéia da utilização do tempo, já houve duas adaptações de “Duna”, uma de 1984 e uma série de TV em 2000. Os 155 minutos da história deste “Duna” são contados em 98 dos 137 minutos do “Duna” de 1984 e em 104 dos 270 minutos da série “Duna” de 2000.

Os efeitos especiais são sensacionais e épicos, os personagens são carismáticos, mesmo que com as constantes quebras de narrativa às vezes fique um pouco mais difícil se conectar a eles. O compositor Hanz Zimmer de “007 Sem Tempo Para Morrer” pesa um pouco a mão nos gritinhos e talvez seja seu trabalho mais irregular.

Duna” é realmente uma odisseia grandiosa, como poucas ficções vistas, mas que poderia ter mais conteúdo em detrimento à abordagem artística que, diga-se de passagem, é linda, mas às vezes pouco funcional.

Ficha Técnica

Elenco:
Timothée Chalamet
Rebecca Ferguson
Oscar Isaac
Jason Momoa
Josh Brolin
Javier Bardem
Stellan Skarsgård
David Dastmalchian
Zendaya
Charlotte Rampling
Dave Bautista
Stephen McKinley Henderson
Sharon Duncan-Brewster
Chen Chang
Babs Olusanmokun
Benjamin Clémentine
Souad Faress
Golda Rosheuvel
Roger Yuan
Seun Shote
Neil Bell

Direção:
Denis Villeneuve

Produção:
Cale Boyter
Joseph M. Caracciolo Jr.
Fuad Khalil
Mary Parent
Denis Villeneuve

Fotografia:
Greig Fraser

Trilha Sonora:
Hans Zimmer

 

No Comments

Leave us a comment

No comment posted yet.

Leave a Comment

↑ BACK TO THE TOP ↑