Efeito Borboleta 3 – A Revelação (“Butterfly Effect 3: Revelations”, EUA, 2009) ***NOS CINEMAS***

Genre :

[youtube vuMbYby9fvk]

Pode-se dizer que é o filme bacana mais escroto dos cinemas atualmente. Bacana porque tem a dose certa de ação e suspense e sempre deixa o espectador alerta. Escroto porque se esse espectador estiver realmente alerta ira perceber que a história comete tantas gafes que seria mais fácil assistir à produção entorpecido.

Como já devem ter percebido, está não é uma continuação, mas sim uma história a parte que usa o mesmo tema. Começa até bem: Chris Carmack de “S.O.S. do Amor” tem o poder de voltar no tempo, tal qual já sabemos como funciona, e presta serviço para a polícia como se fosse um vidente. Isto é, ele volta no tempo sem modificar a história, vê quem cometeu o crime e, no retorno avisa à polícia. Com uma desculpa muito esfarrapada, ele utiliza do processo para saber quem realmente matou sua namorada há anos atrás (porque ele não fez isso antes?) e, sem querer, mexe no passado. Ao voltar, tudo em sua vida mudou, incluindo o fato de que agora existe um serial killer, sendo ele mesmo o principal suspeito da polícia. Então ele vai ter que ir e vir no tempo para descobrir o mistério.

Começa que o filme ignora muito do que fora definido na primeira parte, por exemplo, seu corpo não fica mais debilitado a cada viagem. E vai ainda mais além. No terceiro ato ele subverte de forma absurda próprios conceitos do protagonista: volta no tempo na mesma data onde já havia feito uma viagem (segundo o roteiro, isso poderia fritar seu cérebro); faz duas viagens ao mesmo tempo, ou melhor, os roteiristas esqueceram que ele já estava no meio de uma viagem quando fez outra, e por aí vai. Mas a pior parte é na descoberta do assassino. Primeiro que chega a ser risível que a polícia não o tivesse pego antes, dado sua inexperiência. Segundo, e pior, que o próprio motivo do assassino é a maior cratera na história. Sem estragar a surpresa, apenas digo que com o motivo alegado, o serial killer deveria ter existido desde o início do filme e não somente após uma viagem no tempo.

Por isso fica difícil levar “Efeito Borboleta 3” a sério. Escrito de maneira atabalhoada, o filme desperdiça boas doses de ação com efeitos especiais discretos, porém eficientes. Mas quem não investe tempo numa boa história, vê o resto dos investimentos irem pelo ralo.

[rating:2]


Ficha Técnica

Elenco:
Chris Carmack
Michael Paul Place
Rachel Miner
Catherine Towne
Melissa Jones
Kevin Yon
Lynch R. Travis
Sarah Habel
Mia Serafino
Hugh Maguire
Richard Wilkinson
Chantel Giacalone

Direção:
Seth Grossman

Produção:
A.J. Dix
J.C. Spink

Fotografia:
Dan Stoloff

Trilha Sonora:
Adam Balazs

 

No Comments

Leave us a comment

No comment posted yet.

Leave a Comment

↑ BACK TO THE TOP ↑