Espero que Sirvam Cerveja no Inferno (“I Hope They Serve Beer in Hell”, EUA, 2009)

Genre : ,

É a versão pobre de “Se Beber Não Case“. Na véspera do casamento de Dan (Geoff Stults, ator televisivo), seu amigo alcoólatra e mulherengo Tucker Max (Matt Czuchry, mais um da TV) o leva para uma despedida de solteiro numa cidade próxima junto com o amigo nerd Drew (Jesse Bradford, o único conhecido, de “Ecos do Mal“). Não é novidade que eles vão se meter em várias confusões.

Filme bastante irregular, reveza entre diálogos chatíssimos, com cenas impróprias de tão picantes até algumas piadas que, sim, conseguem extrair a risada lá do fundo do espectador. Algumas a um custo inacreditável: eles mexem com todo o tipo de escatologia e o politicamente incorretíssimo é moeda recorrente na narrativa, o que não deixa de ser engraçado. Mas a direção é amadora demais, não prende o público e tem um desfecho piegas em excesso pra aquilo que se propõe.

A curiosidade que o roteiro foi escrito pelo Tucker Max real. Provavelmente ele estava bêbado quando concebeu a obra. E se realmente aconteceu com ele o que vimos no último ato, numa cena que envolve um laxante, daí sim teremos motivos suficientes pra entender porque “Espero que Sirvam Bebida no Inferno” é tão trash.

[rating:2]


Ficha Técnica

Elenco:
Jesse Bradford
Matt Czuchry
Geoff Stults
Keri Lynn Pratt
Marika Dominczyk
Traci Lords

Direção:
Bob Gosse

Produção:
Karen Firestone
Ted Hamm
Richard Kelly
Tucker Max
Sean McKittrick
Nils Parker
Aaron Ray
Max Wong

Fotografia:
Suki Medencevic

Trilha Sonora:
James L. Venable

 

2 Comments

Leave us a comment

  • silvio3611
    on

    FIlme muito ruim, 1h30 que nunca mais terei de volta

  • Menino Carlos
    on

    Falar que o filme é ruim e que nao conseguiu rir das piadas é coisa de quem tem deficiencia pra sacar entrelinhas e tiradas mais inteligentes.

    Onde voce ja viu uma stripper humilhar alguem (drew na boate) com tanta elegancia e sem cair pro modafoca a todo instante.

    E o proprio Tucker quando dissertou sobre pessoas pequenas e outras “classes” sociais na aula.

    Os personagens sao brutucus e o roteiro é machista, pq isso sempre é divertido, mas varios dos personagens exploram outros lados desse tipo de gente.

    Ele lembra SE BEBER NAO CASE, apenas no inicio e no fim (saida pra festa de solteiro e retorno para o casamento). Do resto , vai pra situacoes diferentes.

    Só passivos, romanticos e feministas sao quem realmente nao podem gostar desse filme.

Leave a Comment

↑ BACK TO THE TOP ↑